Header Ads

Renault ZOE 40. Preço. Autonomia. Caracteristicas. Equipamento

- Renault ZOE 40 duplica autonomia

- Nova bateria do Renault ZOE ocupa mesmo espaço da anterior

- Renault ZOE vendido também com baterias

- Novo sistemas de controlo e pagamento do carregamento através do smartphone

Quatrocentos quilómetros de autonomia.

Esta é a principal razão da Renault trazer a Portugal várias dezenas de jornalistas, para lhes revelar um ZOE dotado de uma nova bateria e de evoluções cujo propósito é permitir mais de três dezenas de quilómetros com uma carga completa, em condições normais de circulação urbana.

Apresentado internacionalmente em Março de 2013, também em Portugal, o ZOE é actualmente o carro eléctrico mais vendido na Europa.

Aliás, um em cada três carros vendidos eléctricos vendidos no Continente é Renault. A marca francesa já vendeu mais de 100 mil veículos eléctricos em todo o Mundo e as vendas do ZOE correspondem a metade desse valor.

E o ZOE, tal como o Nissan Leaf, é um carro concebido de raiz para ser 100% eléctrico, neste caso com uma estrutura mais compacta que o torna ideal para condução urbana.

Mas com cerca de 170 km de autonomia quando conduzido de forma “poupada”, o ZOE tem visto surgir cada vez mais concorrência, a mais recente anunciando a possibilidade de circular mais quilómetros com uma única carga de bateria.

Mas o que acrescenta de novo esta evolução natural do modelo?

Sem ter praticamente nada de relevante a apontar em termos estéticos ou mesmo de interior, salvo alguns pormenores de acabamento ou de equipamento, a nova bateria é a principal novidade: ela tem uma capacidade superior – 41 kWh face aos 22 kWh do carro actualmente em comercialização – e assenta numa tecnologia ião-lítio, de alta densidade energética, capaz de acumular mais energia e de o fazer mais rapidamente, o que aumenta também as capacidades de regeneração em andamento.

E uma vez que o novo conjunto de baterias mantém o tamanho e é apenas ligeiramente mais pesado, não há qualquer alteração na habitabilidade ou na condução do ZOE, que se mantém fácil e muito prática.

O mesmo acontece aos ritmos de carregamento (mantêm-se as cargas rápidas de cerca de uma hora e lentas, ligadas a uma tomada doméstica, em cerca de 8 horas), enquanto algumas alterações na gestão electrónica produziram resultados ao nível da eficiência da utilização.

É possível passar também a contar com novos serviços conectados que permitem, por exemplo, ao proprietário, consultar no seu smartphone o nível de carga da bateria e respectiva autonomia, ou comandar a pré-climatização do habitáculo ou o arranque da operação de carregamento para, por exemplo, beneficiar de períodos da electricidade mais económicos.

O condutor vai poder também planear o trajecto através do telefone (por exemplo, em função dos postos de carga disponíveis ao longo do caminho) e transferi-los para o sistema de navegação do carro, além desta aplicação permitir pagar os carregamentos através do telefone.

Veja a seguir as características mais importantes do novo Renault ZOE.

Renault ZOE duplica autonomia com nova bateria


Na apresentação internacional que decorreu em Portugal, depois de cerca de 90 km de andamento rápido, incluindo cerca de 75 km de autoestrada feitos sempre no limite da velocidade máxima permitida, o Renault Zoe anunciava autonomia para mais 130 km.

Este acréscimo de autonomia decorre da instalação de uma nova bateria, que assenta numa na tecnologia ião-lítio de alta densidade energética, capaz de fornecer 41 kWh.

Com o mesmo tamanho e apenas ligeiramente mais pesada (cerca de 20 kg), o ritmo de carregamento mantém-se idêntico ao da bateria de 22 kWh.

Esta bateria apresenta a mais elevada densidade energética do mercado.

É constituída por 192 células distribuídas por 12 módulos, mas armazena praticamente 2 vezes mais energia, graças a dois factores: a melhoria da química e a adição de matéria ativa.

Continua a existir apenas uma tomada dianteira para carregamento do ZOE 40.

Mas com o carregador Caméléon™, adaptável a diferentes postos, 30 minutos, em média, bastam para recuperar uma autonomia de 80 quilómetros na maioria dos postos de carregamento públicos disponíveis na Europa.

Com a funcionalidade “Quick Charge”, 30 minutos, em média, chegam para acrescentar uma autonomia de 120 km.

O motor utilizado é 100% Renault e foi lançado no início de 2015, tendo desde logo permitido ao ZOE ganhar 30 km NEDC de autonomia.

Designado R90 este motor tem uma elevada eficiência energética e uma gestão electrónica da bateria optimizada, que limita o consumo eléctrico do automóvel em andamento, mantendo a sua potência.

Preço do Renault ZOE com ou sem baterias


A Renault Portugal vai manter em comercialização a versão do ZOE com bateria de 22 kWh.

Como o quadro acima mostra, há um diferencial de preço de 2.500 euros entre as versões com os dois tipos de bateria.

A novidade no ZOE é a possibilidade de poder ser adquirido com as baterias (até agora  só era possível o sistema de aluguer de baterias), encarecendo o Renault ZOE em 7.500 euros.

É ainda possível trocar o bateria de 22 kwh pela nova, de 41 kWh, custando esse serviço 3500 euros.


Mantém-se também a possibilidade de aluguer mensal das baterias, custando 59 ou 69 euros, para uma quilometragem anual de 7.500 km, respectivamente para sistemas de 22 ou 41 kWh.

A quilometragem ilimitada do aluguer de baterias do Renault ZOE tem um custo de 119 euros.

Novos serviços através do smartphone

Não há grandes alterações exteriores ou interiores, salvo novas cores, melhoria da qualidade de alguns revestimentos e novo equipamento de conforto e som para a versão BOSE.

O Renault ZOE passa, contudo, a ter novos serviços conectados.

A aplicação smartphone Z.E. já permite comunicar à distância com o ZOE, por exemplo para otimizar o carregamento da bateria do automóvel.

Assim, à distância, o utilizador pode em tempo real:

- Consultar o nível de carga, a autonomia restante estimada, o tempo que falta para completar a carga, receber notificações no início e no fim do carregamento;

- Comandar a pré-climatização do habitáculo, o arranque da operação de carregamento ou o calendário de carregamento em função do custo e do balanço de CO2 da electricidade utilizada.


Mais importante ainda, para completar e simplificar a utilização do ZOE, a Renault criou dois novos serviços gratuitos:

Z.E. Trip, para ajudar a localizar os postos de carregamento acessíveis ao público.

Disponível durante o primeiro trimestre de 2017 e acessível a partir do sistema de navegação Renault R-LINK permite

- Seleccionar um posto de carregamento e traçar o itinerário direto para essa localização

- Ver a disponibilidade, em tempo real, de cada posto de carregamento.

- Saber sobre o tipo de posto e a sua compatibilidade com o automóvel.

- Seleccionar os postos em função da potência ou preparar antecipadamente o trajecto pela internet;

Z.E. Pass, que facilita a recarga do ZOE. porque permitir pagar um máximo de postos de carregamento diferentes.

Disponível durante o primeiro quadrimestre de 2017, depois de concluídos os protocolos com todos os operadores, vai permitir:

- Identificar, num smartphone ou tablet, os postos de carregamento acessíveis

- Comparar preços de carregamentos nos postos situados nas proximidade

- Torna possível aceder a um máximo de postos, sem necessidade de multiplicar as assinaturas específicas de cada rede

- Pagar o carregamento através da aplicação smartphone dedicada ou com o cartão (de tecnologia RFID).

Durante o primeiro semestre de 2017 vão surgir mais funcionalidades como a “navegação total”, que permite programar um itinerário pelo smartphone e, em seguida, enviá-lo para o Renault R-LINK.

Desta forma, ao entrar no automóvel, beneficia de imediato de um itinerário automaticamente pré-programado.

Depois de estacionar, o smartphone assume a orientação do sistema de navegação do ZOE e acompanha-o no percurso final ao destino inicialmente indicado.

Esta aplicação permite ainda ao utilizador encontrar facilmente o local onde estacionou o seu ZOE e consultar o histórico dos trajectos, em combinação com o conjunto dos dados do computador de bordo.

Versão exclusiva ZOE BOSE

Esta nova versão distingue-se pelas jantes de 16’’ em Preto Diamantado Shadow, bancos dianteiros aquecidos e do condutor com regulação lombar, bancos e revestimentos em pele premium, detalhes de estilo e ainda pelo sistema de áudio BOSE®.

O sistema de áudio premium BOSE® é composto por subwoofer, situado no porta-bagagens e 7 altifalantes: 4 de elevado desempenho, 2 de graves integrados nas portas dianteiras e 2 altifalantes de banda larga montados nas portas traseiras.

Os 2 tweeters de 2,5 cm, situados no painel de bordo, asseguram um som transparente e equilibrado.

Sem comentários