Header Ads

ENSAIO: Mazda 2 1.3 MZR / 5 portas

Na altura em que completa 90 anos de existência, a marca japonesa prossegue a renovação da sua gama de viaturas ligeiras. No final de 2010 o pequeno Mazda 2 ganhou um look mais dinâmico e desportivo. Mas não só. Alterações efectuadas na suspensão optimizaram também a eficácia da sua condução.

Sejamos claros. Apesar da renovação anunciada, interessante para efeitos de marketing porque dá substância ao seu relançamento, a razão principal parece ter sido reduzir emissões e consumos, melhorando a eficiência dos motores e aumentando, com o mesmo objectivo, a fluidez aerodinâmica. Um olhar pouco atento talvez repare nas diferenças frontais ao nível da entrada de ar. Mas lateralmente elas são muito mais subtis: jantes, cavas da rodas, saias laterais e spoiler traseiro para uma versão especial “Sport Plus” ou novas cores.
Pode consultar-se AQUI o resultado do ensaio à versão anterior.
Se bem que tenha ocorrido uma melhoria significativa dos materiais utilizados no interior, e de uns mostradores com fundo negro — mais consensuais e desportivos —, aquilo que mais se destaca no habitáculo é um novo porta luvas com tampa. Este simples facto é suficiente para lhe conferir um aspecto mais adulto, mantendo-se inalterado em termos de disponibilidade de espaço. Que sobressai à frente e proporciona boa posição de condução, embora mais limitado no banco traseiro que se revela indicado para 2 ocupantes e não os 3 que estão homologados. A mala é igualmente mediana, 250 litros com pneu suplente fino, bem rentabilizada em termos de enquadramento.


Mais leve, mais económico

A melhoria das emissões e dos consumos foi também obtida através do uso de materiais mais leves. Esta geração do Mazda 2 é mais pequena e mais leve do que a anterior, poupando, com esta renovação, mais uns quilos graças ao recurso a materiais mais leves. A motor 1.3 ensaiado mantém o carácter dinâmico que corresponde ao espírito da marca, declinando-se em potências de 75 ou 84 cavalos para a versão “Sport” (comparar diferenças do motor e de prestações no fim do texto).
Em qualquer dos casos, a condução é bastante agradável. Apesar dos novos pontos de ancoragem da suspensão e do seu amortecimento ser menos macio, mantém-se o conforto de rolamento, ganhando-se ainda alguma coisa no comportamento.
Continua a fazer-se sentir o ruído do funcionamento do motor em determinados regimes, enquanto a posição do manípulo da caixa é quem melhor assegura a postura desportiva... e divertida do pequeno Mazda. Consumos médios anunciados de 5,1 litros, ponha-se cerca de mais um litro em condições normais de circulação.

Dados mais importantes
Preços (euros) desde13 200 (5P MZR 1.3 Core/75 cv)
16 100 (3P MZR 1.3 Sport/84 cv)
Motor
1349 cc, 16 V, 75/84 cv às 6000rpm, 119/121 Nm às 3500 rpm
Prestações
168/172 km/h, 14,9/12,6 seg. (0/100 km/h)
Consumos (médio/estrada/cidade)
5,1 / 4,3 / 6,4 litros
Emissões Poluentes (CO2)119 gr/km


Outros modelos Mazda recentemente ensaiados







Sem comentários