Header Ads

1.000 Nissan Leaf vendidos na Noruega em apenas 6 meses

Um milhar de Nissan LEAF, o veículo 100 por cento eléctrico da marca japonesa, foram vendidos na Noruega em apenas seis meses. Ao contrário do retrocesso do caso português, onde os incentivos à compra de viaturas eléctricas deixou de existir, a aposta na rede de mobilidade eléctrica estagnou e, com isso, se joga no lixo os milhões de euros já investidos no plano MOBI-E, naquele país do norte da Europa respeita-se o impacto futuro que este género de veículos pode ter sobre o ambiente e, consequentemente, sobre a qualidade de vida dos seus habitantes.
Apesar da dimensão do mercado norueguês, dois por cento do total do mercado automóvel e o nono automóvel de passageiros mais vendido no mês de Fevereiro, são valores interessantes para um veículo com características tão específicas. A primeira das quais ter uma autonomia mais limitada do que os concorrentes térmicos.
A razão de tamanho sucesso só pode dever-se ao facto da Noruega ser o país europeu que mais estímulos oferece à aquisição de automóveis eléctricos: sem IVA, sem imposto automóvel, estacionamento gratuito, isenção de algumas portagens e possibilidade de utilizar as vias destinadas a transporte público em Oslo. Além disso, a infra-estrutura de carregamento em Oslo atinge neste momento perto de 3.500 pontos de carregamento públicos, muitos dos quais de utilização gratuita.
Este pacote de incentivos, sem paralelo na Europa e uma infra-estrutura de carregamento acessível, fizeram do Leaf o segundo modelo da marca mais vendido naquele mercado.
Recorde-se que este é o primeiro veículo eléctrico produzido em série e do qual já vendidas 25.000 unidades em todo o mundo, desde a sua introdução em Dezembro de 2010. Isso faz com que seja o veículo eléctrico mais vendido de sempre. (ver AQUI o resultado do ensaio).
Com um motor CA de 80 kW de potência e 280 Nm de binário, suficiente para uma velocidade máxima de 145 km/h, é alimentado por uma bateria laminada de iões de lítio, desenvolvida pela Nissan, cuja produção esteve para acontecer em Portugal. O carregamento de um estado vazio até 100% demora de seis a oito horas com um carregador normal e apenas 30 minutos de um estado vazio até 80% utilizando um carregador rápido.
Premiado com cinco estrelas nos exigentes testes Euro NCAP, o LEAF possui um nível de equipamento de topo com ar condicionado, navegação por satélite, câmara de estacionamento traseiro e sistema de telemática CARWINGS, entre outros. A produção europeia do Nissan LEAF arrancará em Sunderland, em inícios de 2013.

Procura automóvel novo, usado ou acessórios? Quer saber mais sobre este ou sobre outro veículo?

Sem comentários