Header Ads

Primeiras unidades do Hyundai Santa-Fé Fuel Cell chegam à Dinamarca

Desde as primeiras pesquisas, realizadas em 1998, a Hyundai Motor tem sido líder mundial no desenvolvimento da tecnologia da pilha de combustível a hidrogénio. Propriedade da Hyundai e desenvolvida no Eco Technology Research Institute, esta tecnologia é baseada numa pilha de combustível que converte o hidrogénio em electricidade que, por sua vez, alimenta o motor eléctrico do veículo. A única emissão gerada para a atmosfera é água. Em Janeiro de 2013, o construtor coreano tornou-se também no primeiro fabricante do mundo a iniciar uma linha de produção em série de veículos emissões-zero movidos a hidrogénio. Coube ao ix35 essa primazia e as 15 primeiras unidades já chegaram à capital dinamarquesa, Copenhaga.

-->

O Hyundai ix35 Fuel Cell está equipado com um motor eléctrico de 100 kW (136 CV) e regista uma velocidade máxima de 160 km/h.
Os dois tanques de armazenamento de hidrogénio, localizados entre o eixo traseiro do veículo, têm uma capacidade total de 5,64 kg e vão permitir ao ix35 Fuel Cell uma autonomia de 594 km, apenas com um abastecimento. Atestar os depósitos de hidrogénio até à sua capacidade máxima demora apenas alguns minutos. Com uma velocidade máxima de 160 km/h, este ix35 acelera de 0 a 100 km/h em apenas 12,5 segundos. Ver mais características deste modelo no final deste texto.
Dois destes veículos participaram no Zero Rally, uma competição destinada a veículos de baixas emissões. Através da Suécia e da Noruega, em condições reais de circulação, os dois SUV da marca coreana, equipados com motor eléctrico e célula de hidrogénio, percorreram 525 km apenas com uma única carga e emitindo somente água. (ler AQUI a notícia)

Copenhaga recebe os primeiros a caminho das "zero emissões"

Coube à cidade de Copenhaga receber as primeiras 15 unidades a chegarem à Europa. Estes Hyundai ix35 Fuel Cell irão equipar a sua frota municipal, com o propósito de apoiar o projecto da cidade “carbono zero”. Como o ix35 Fuel Cell não produz emissões nocivas de gases de escape, apenas vapor de água, a sua utilização vai ajudar a cidade de Copenhaga a atingir o seu objectivo de zero emissões de carbono até 2025.
A entrega dos veículos às autoridades desta capital europeia decorreu durante a cerimónia de abertura do primeiro posto de abastecimento de hidrogénio da Dinamarca.

Deputados europeus também têm acesso ao veículo

Desde 2011 que a Hyundai Motor tem vindo a disponibilizar os protótipos da terceira geração do ix35 com pilha de combustível, numa ampla gama de iniciativas para aumentar a consciencialização sobre os benefícios do hidrogénio como combustível automóvel, para apoiar o esforço de estabelecer uma infra-estrutura de reabastecimento pan-europeia e também para demonstrar às organizações públicas e privadas a facilidade do uso destes veículos no dia-a-dia.
Por exemplo, os decisores políticos da União Europeia têm acesso a veículos Hyundai ix35 com pilha de combustível a hidrogénio, através da empresa europeia Fuel Cells and Hydrogen Joint Undertaking (FCH JU), em Bruxelas, o que mostra a prontidão do mercado para receber a tecnologia da Hyundai.
De referir também que, no início deste ano, representantes seniores de 100 empresas europeias receberam formação sobre este tema e testaram o ix35 Fuel Cell num evento da Hyundai, em Berlim.
A Hyundai tornou-se líder mundial no desenvolvimento da tecnologia de pilha de combustível a hidrogénio a partir da introdução do Santa Fé FCEV no ano 2000 e administra uma divisão dedicada à pesquisa de pilhas de combustível no seu instituto Eco Technology Research, na Coreia.
Em Janeiro de 2013, a empresa tornou-se no primeiro fabricante do mundo a iniciar uma linha de produção em série de veículos emissões-zero movidos a hidrogénio.
O ix35 Fuel Cell é o resultado de 14 anos e várias centenas de milhões de euros de pesquisa efectuada por centenas de engenheiros da Hyundai Fuel Cell R&D, em Mabuk, Coreia. O automóvel já registou mais de 2 milhões de quilómetros de testes de estrada em condições reais na Europa, Coreia e EUA, estando prevista a construção de 1.000 unidades até 2015 na fábrica em Ulsan, na Coreia.


Sem comentários