Header Ads

APRESENTAÇÃO: Vespa 946

A necessidade de maior mobilidade urbana e de economia de custos com o combustível tem feito crescer a importância da alternativa “duas rodas” face ao automóvel. Ciente desse facto, mas também da circunstância da marca, por si só, definir um conceito de mobilidade, a Vespa decidiu retornar às suas raízes para conceber um modelo único e exclusivo, inspirado no protótipo inicial que marcou o início do nome. Totalmente construído à mão e sem recorrer ao plástico, apenas a materiais de excelência como o aço e o alumínio, a Vespa 946 é um modelo “premium” que já pode ser visto no novo “showroom” da marca em Lisboa, situado no Largo das Fontainhas em Alcântara. Com 125 cc e gastando apenas 2 litros aos 100, a exclusividade tem, naturalmente, um preço: 9000 euros. O que este valor inclui é o que se trata já a seguir.

Desde a sua origem que a Vespa é um caso único de estilo e tecnologia. Com um exemplar exposto no Museu de Arte Moderna de Nova Iorque, enquanto ícone do século XX, foi ainda distinguida pela CNN como um dos doze objectos que marcaram o design mundial nos últimos 100 anos.
Nascida em Itália após o fim da Segunda Guerra Mundial, teve a sua origem na necessidade de encontrar uma forma económica de motorizar a debilitada Itália destruída pelos efeitos do conflito. Aproveitando o material aeronáutico existente na oficina do seu pai, nomeadamente pequenas rodas do trem de aterragem dos aviões e pequenos motores, o seu inventor, Enrico Piaggio, concebeu um veículo barato, funcional e económico, fácil de ser conduzido tanto por homens como por mulheres, e ainda capaz de levar um passageiro.
O nome, Vespa, deve-o ao trabalhar do seu pequeno motor de dois cilindros, cujo som lembra o barulho emitido pelo insecto.
Dezassete milhões de veículos produzidos desde 1946 provam o sucesso do conceito que, naturalmente, tem evoluído desde então. Mas num regresso aos primórdios do conceito, buscando inspiração no produto original, o protótipo MP6 que deu origem ao lançamento da primeira Vespa, eis que surge o modelo 946.
Sugerindo tradição sem esquecer as necessidades actuais

Tal jóia rara de grande beleza e elegância, o novo modelo pretende ser o expoente máximo das scooters em todo o mundo e elevar a marca à elite do luxo.
Concebida para desempenhar a sua função primordial de mobilidade, a Vespa 946 possui, contudo, elementos distintivos: uma carroçaria constituída por um componente único em aço e alumínio, que integra também a função de apoio e que aloja e suporta o motor, bem como todas as partes mecânicas.
Incorporando naturalmente as melhores características das Vespas que a precederam, possui uma elevada distância entre eixos capaz de lhe conferir grande estabilidade, embora o peso reduzido e o excepcional ângulo de viragem lhe permitam enorme agilidade urbana.
O selim, montado num suporte de alumínio, é um elemento de design que marca com graciosidade a silhueta do modelo, tal como acontece com o guarda-lamas dianteiro, também em alumínio.
Contudo, não descurando as mais modernas exigências urbanas, a Vespa 946 dispõe de iluminação a Led, sistema de travagem de disco duplo completado com sistema ABS e ainda um inovador sistema de controlo antipatinagem ASR. Este dispositivo electrónico impede a derrapagem da roda traseira, evitando a perda de aderência e garantido a tracção de forma constante. Uma sofisticação tecnológica única do Grupo Piaggio, pela primeira vez utilizada numa Vespa.

Motor de 125 cc com mais potência e consumo mais baixo

Contributo da excelente mobilidade que revela, o moderno motor mono-cilíndrico de 125 cc a 4 tempos possui 3 válvulas, refrigeração a ar e injecção electrónica.
Para obter as melhores prestações com redução do consumo de combustível e de emissões poluentes, este motor conta com uma rigorosa diminuição das situações de atrito e uma optimização dinâmica de fluidos. Um inovador sistema de distribuição de 3 válvulas melhora a eficiência do processo de combustão e garante, simultaneamente, uma perfeita refrigeração das peças internas da cabeça.
Esta solução da distribuição de 3 válvulas mostra ser a mais eficaz, porque melhora a admissão e aumenta a eficiência do motor por comparação com os motores convencionais de 2 válvulas.
Graças a isto e a um conjunto de outras melhorias, a potência máxima no veio é de 8,5 kW às 8.250 rpm e o binário máximo de 10,7 Nm às 6.500 rpm. O que coloca este novo motor no topo da sua categoria, uma vez que, face aos motores da geração anterior, a potência máxima cresce 7,1% e o binário máximo aumenta 10,3%.
Apesar do aumento significativo das prestações, alcançaram-se excelentes resultados em termos do consumo de combustível: a 50 km/h, o alcance é de 55 km/l (cerca de 30% mais do que no motor da geração anterior). Adicionalmente, os intervalos de manutenção, agora programados para os 10.000 km, significam que o novo motor 3V tem custos ainda mais baixos.

Suspensão original e resumo das características

O conjunto da suspensão distingue-se pela originalidade do elemento frontal (o clássico braço oscilante, uma das características de estilo da Vespa) e pelo requinte da solução adoptada na roda traseira.
Pela primeira vez na história da Vespa, o mono-amortecedor – com uma unidade de gás com pré-carga regulável em quatro posições - está montado horizontalmente com sistema progressivo de alavanca. Uma solução que permitiu que as linhas puras da traseira da Vespa 946 não fossem afectadas.
De forma resumida estas são as principais características da Vespa 946:
- Carroçaria em chapa de aço
- Elementos de alumínio: guiador, apoio do selim, painéis laterais, guarda-lamas dianteiro.
- Sistema de travagem ABS e sistema electrónico de controlo anti-patinagem ASR.
- Rodas largas de 12 polegadas, travões de disco duplo.
- Motor de 125 cc com 3 válvulas e injecção electrónica. Consumo de combustível e emissões poluentes no topo da categoria.
- Indicadores de direcção e farol com luzes LED, painel de instrumentos completo em LCD.

-->

Sem comentários