Header Ads

Hyundai i20 WRC reforça equipa com três experientes pilotos

O piloto finlandês Juho Hänninen, o francês Bryan Bouffier e o australiano Chris Atkinson são os três pilotos de testes incumbidos da tarefa de desenvolverem o Hyundai i20 WRC, carro que defenderá as cores da marca coreana na temporada 2014 do Campeonato Mundial de Ralis. Seis meses antes da estreia no Rali de Monte Carlo, em Janeiro de 2014, a Hyundai Motorsport implementou um programa de testes intensivos para avaliar e desenvolver o i20 WRC. Sendo um projecto construído a partir do zero, apesar das participações anteriores da Hyundai neste campeonato, os pilotos de testes são parte integrante do programa de desenvolvimento da equipa. Daí a importância da sua perícia e experiência, características essenciais para o desenvolvimento de um carro de ralis fiável e competitivo num curto espaço de tempo. Descubra o que cada um deles pode acrescentar à equipa coreana.


A sede da equipa Hyundai Motorsport que está a desenvolver a nova montada tem sede na Alemanha, nas instalações de testes de Alzenau, perto de Frankfurt, onde está situada a sede da Hyundai Europa.
A poucos meses do início da temporada de ralis de 2014, a Hyundai tem realizado um intenso programa de testes para avaliar e desenvolver o i20 WRC 1.6 turbo em todos os tipos de terrenos e condições.

O primeiro piloto contratada foi Juha Hänninen, piloto finlandês de 32 anos, vencedor do Intercontinental Rally Challenge, em 2010, e do FIA Super 2000 World Rally Championship, em 2011, com o Skoda Fabia S2000. Dispõe ainda dos títulos europeus em 2011 e 2012 do FIA European Rally Championship.
Estreou-se a correr em 2003 e no Campeonato Mundial de Ralis em 2006. Pelas suas mãos, em competições oficiais, passaram carros como o Mitsubishi Lancer, Citroen C2, Skoda Fabia e Peugeot 207.- Em 2013 fez duas provas com o Ford Fiesta RS WRC, até ao anúncio da sua contratação pela Hyundai.

O segundo piloto a integrar a equipa de testes é Bryan Bouffier. Nascido em 1979, o piloto francês traz consigo uma valiosa experiência de ralis mas, sobretudo, uma vasta prática como piloto de testes e uma reconhecida capacidade de afinação, qualidades essenciais para ajudar a equipa a crescer e desenvolver o i20 WRC.
Venceu o Rali da Polónia por três vezes e foi coroado Campeão Francês de Ralis em 2010. Ganhou o icónico Rali de Monte Carlo, em 2011, com o Peugeot 207 S2000 e o Campeonato Intercontinental de Ralis, também em 2011. Mais recentemente, dominou o Tour de Corse, lendária prova do Campeonato Europeu de Ralis.
Piloto oficial da Peugeot no início da sua carreira, pegou o volante de carros tão diferentes quanto o 206 S1600, 207, Citroën C2 e DS3, Mitsubishi Lancer, Subaru Impreza e até um Proton Satria Neo, projecto que o construtor da Malásia desenvolveu com a ajuda da Lotus.
As suas participações mais recentes no Campeonato do Mundo de Ralis são de 2013, ao volante de um Citroën DS3.

Aos trinta e três anos de idade, o australiano Chris Atkinson junta-se à Hyundai Motorsport no programa de testes e desenvolvimento do i20 WRC.
Deste lote de três pilotos é, provavelmente, aquele que traz mais experiência e conhecimento no terreno de mais ralis, sendo o actual campeão do Campeonato de Ralis da Asia-Pacífico.
Iniciou a carreira em 1999 e, no WRC, conduziu para a equipa oficial da Subaru entre 2004 e 2008. As melhores posições alcançadas foram um segundo lugar no México, em 2008, e no rali seguinte, na Argentina, ocupando a mesma posição. Conta ainda com dois terceiros lugares: em 2005, no Rali do Japão e em 2008 no mítico Rali de Monte Carlo.
Tem a experiência de conduzir em competição carros diferentes como o Suzuki Ignis, Subaru Impreza, Citroën C4 e DS3 ou Ford Fiesta RS.
Na temporada de 2012 chegou a fazer parte do WRC Team Mini Portugal. Coube-lhe substituir o português Armindo Araújo ao volante do Mini John Cooper Works WRC, conseguindo um quinto lugar na sua prova de estreia com esta equipa no rali da Alemanha.
Em 2013 correu para a Citroën Total de Abu Dhabi WRT, conquistando a sexta posição no rali mexicano.

A Hyundai não é estranha ao mundo do WRC, tendo participado nas provas dos campeonatos de 2000 a 2003. O envolvimento da marca no desporto automóvel começou em 1998, quando competiu na classe F2 do WRC por duas temporadas. Em 2000 transitou para a classe superior, com um veículo totalmente desenvolvido para o WRC, baseado no Accent de três portas, com o qual competiu até 2003.

-->

Sem comentários