Header Ads

APRESENTAÇÃO: Stinger KIA GT4 (concept car)

É um protótipo concebido pelo centro de design da marca coreana na Califórnia e não há, pelo menos assim foi afirmado, nenhuma intenção de o passar à fase de produção. Mas como nestas coisas a receptividade do público conta bastante e os americanos continuam a gostar de carros marcantes e desportivos, não nos admiremos se um dia isso vier a acontecer. Apesar de compacto - mede 4,31 metros de comprimento e tem 1,89 metros de largura por apenas 1,25 metros de altura - a estrutura coupé comporta espaço para quatro ocupantes (2 +2) e para o mesmo motor utilizado nos Optima que andam em pista: 2.0 litros sobrealimentado e com injecção directa, com potência máxima de 315 cv. A tracção é traseira, tem caixa de seis velocidades e as jantes possuem porca central. Tal e qual um modelo de competição. Mas há mais.

Concebido, como se afirmou de início, pelo centro de design da Kia na Califórnia, a sua zona frontal exibe a mais recente versão da grelha designada como “nariz de tigre”.
Um divisor dianteiro em fibra de carbono montado abaixo do pára-choques fornece força descendente adicional para manter os pneus dianteiros do GT4 Stinger firmemente plantados ao solo a alta velocidade.
Outro detalhe curioso do GT4 Stinger são os pilares dianteiros que suportam o pára-brisa feitos com uma estrutura em forma de sulcos, de forma a reduzir o peso total e aumentar a visibilidade dos ocupantes.
O interior é simples e completamente despido de “luxos”, a exemplo dos modelos de competição. A ideia foi reduzir o peso e, por isso, este protótipo não dispõe de qualquer equipamento de som e apenas alguns tapetes de borracha forram o chão. Chega ao ponto dos próprios puxadores das portas terem sido substituídos por cintas.
Debaixo do capot aloja-se uma versão do motor de quatro cilindros a gasolina de 2.0 litros, com turbo e injecção directa (T- GDI). Este motor debita 315 cavalos de potência, apesar de nos modelos Optima de competição poder produzir mais de 400 cavalos.
Esta potência é transmitida às rodas traseiras por uma caixa manual de seis velocidades e ao chão por pneus desportivos da Pirelli de dimensão 275/35R montados em jantes de 20 polegadas.
À frente leva pneus 235/35 R20.
As rodas são de aperto central e apresentam inserções de fibra de carbono para aumento da força dinâmica e redução de peso, atrás das quais se alojam discos de travão ventilados Brembo de 15 polegadas e pinças com quatro pistões.
O peso deste protótipo é de cerca de 1.304 kg com distribuição de massas 52% à frente e 48% para a parte traseira.


-->

Sem comentários