Header Ads

Lisboa/Porto/Lisboa em… Nissan Leaf de 2016

- Nissan LEAF com 250 km de autonomia

- Baterias de 30 kWh com garantia de oito anos ou 160.000 km

- Lisboa e Porto, por autoestrada, estão agora à distância de uma carga rápida

- No 1º trimestre de 2016, o Nissan LEAF teve 56% de quota de mercado

Ao volante do novo Nissan LEAF 30kWh, uma equipa ligou as duas cidades a bordo da nova versão do modelo 100% elétrico da marca japonesa dotado de uma nova bateria de 30kWh.

A viagem de ida e volta, por autoestrada, entre as duas maiores cidades do país teve como única condição um carregamento rápido na Estação de Serviço da GALP em Pombal.

Com a introdução de um novo conjunto de  baterias de 30 kWh  Nissan LEAF, em 2016, passou a ter uma autonomia de condução de 250 km.

Esta nova bateria permite uma maior autonomia sem comprometer a configuração interna ou a garantia de oito anos ou 160.000 km

Disponível nos graus de equipamento Acenta e Tekna, possui exatamente as mesmas dimensões interiores que as unidades de 24 kWh.

O aumento de peso é de apenas 21 kg.
O fator-chave para o alto desempenho da nova bateria é uma atualização ao design interno e à química utilizada. O recurso a Carbono, Azoto e Magnésio nos elétrodos melhora o desempenho, enquanto a alteração da disposição das células também contribui para esse ganho.

Os clientes poderão recarregar a partir das suas residências, carregadores públicos ou de uma rede de carregadores rápidos (trifásicos, 400 V) que se está a expandir rapidamente pela Europa e que é já a melhor rede de carregamento rápido para veículos elétricos disponível.

É um destes sistemas que permite, a quem preferir optar por um ritmo mais elevado, recorrer a um curto carregamento rápido na Estação de Serviço GALP de Aveiras.

Mas, a verdade é que, com o Nissan LEAF 30kWh, que reivindica uma autonomia de 250 quilómetros (ciclo NEDC), passou a ser possível realizar a viagem entre Lisboa e Porto, ou Porto e Lisboa, num veículo elétrico acessível.

Os mais de 600 quilómetros percorridos, com uma única paragem em cada sentido, foram feitos a uma velocidade entre os 95 e os 105 km/h e utilizando o perfil de itinerário mais penalizante para o automóvel elétrico, a autoestrada, onde praticamente não existe regeneração de energia para recarregar a bateria.

Mas a nova bateria é “apenas” o item em destaque num conjunto de atualizações que vão consolidar a sua posição como o veículo elétrico mais versátil e prático no mercado e aquele que oferece o melhor valor.

Pelas características intrínsecas, pelo conceito inovador que interpreta, pela extraordinária fiabilidade (o Nissan LEAF regista 93% de satisfação dos clientes), pelos reduzidos consumos (cerca de 1,5 euros por 100 km*), mas também pela capacidade que tem tido em evoluir, o Nissan LEAF revela-se a opção racional para um cada vez maior número de automobilistas.

Por isso, mais de 220.000 clientes em todo o mundo já optaram pelo Nissan LEAF, dos quais 519 em Portugal, onde o pioneiro dos veículos 100% elétricos comercializado em massa também é líder destacado do segmento.

Entre Janeiro e Março deste ano venderam-se 88 Nissan LEAF, a que corresponde uma quota de mercado de 55,7%. Em Portugal, está disponível a partir de 21.000 euros com bateria de 24 kWh e de 26.800 euros com a bateria de 30 kWh (incluindo campanha, mas sem considerar o incentivo ao abate do Governo, no valor de 2.250 euros).


Sem comentários