Header Ads

Mazda CX-30. Preços. Motores. Equipamento. Versões em Portugal

O MAZDA CX-30 é um SUV situado entre o Mazda CX-3 e o Mazda CX-5, concorrendo directamente no segmento até agora dominado pelo Nissan Qashqai.

Construído sobre a plataforma do Mazda3 é, juntamente com este, o primeiro a receber o motor a gasolina Mazda 2.0 SKYACTIV-X.

Apesar de ter 180 cv, este motor a gasolina consegue consumos e emissões reduzidos, graças a um conjunto de técnicas inovadoras.

A gama de motores do Mazda CX-30 é igual à do Mazda3:


  • SKYACTIV-D 1.8: silencioso e económico, com 116 CV às 4.000 rpm, 270 Nm entre as 1.600 e as 2.600 rpm. Consumo médio de 5,1-6,6 l/100km e emissões CO2 de 135 a 173 g/km (WLTP);
  • 2.0 SKYACTIV-G, atmosférico sem sobrealimentação e com tecnologia de desactivação de cilindros. Desenvolve 122 CV às 6.000 rpm e tem binário máximo de 213 Nm às 4.000 rpm. O consumo médio é de 6,2-7,3l/100 km, para emissões de CO2 de 141-165 g/km (WLTP).
  • SKYACTIV-X: 180 CV às 6.000 rpm, binário máximo de 224 Nm às 3.000 rpm. Consumo médio de 5,9-7,0 l/100 km, emissões de CO2 entre 133 e 160 g/km (WLTP).



Com dois níveis de equipamento, Esta é a lista de preços indicativos:


  • 2.0 SKYACTIV-G, de 122 cv. "Evolve", preços entre 28.671 e 35.951 euros, "Excellence", preços entre 34.551 e 38.041 euros;
  • 1.8 SKYACTIV-D, de 118 cv. "Evolve", preços entre 31.776 e 45.151 euros, "Excellence", preços entre 37.041 e 47.241 euros;
  • SKYACTIV-X: "Evolve" de 34.626 e 42.221 euros; Excellence, preços de 37.041 a 47.241 euros.

Todos os motores, com transmissão manual ou automática de seis velocidades.

Os dois primeiros disponíveis em Portugal a partir de setembro de 2019, o SKYACTIV-X chega em Outubro.

Na fase do lançamento do modelo em Portugal, há uma versão especial do motor a gasolina de 122 cv, com oferta de equipamento, a partir de 27.650 euros.

Nos modelos com tracção total, a contenção do balanço da carroçaria é facilitada pela acção coordenada dos sistemas i-Activ AWD e G-Vectoring Control (GVC), nos de tracção somente dianteira pelo G-Vectoring Control Plus (s).

Motores do Mazda CX-30


A Mazda privilegia a eficiência à potência pura obtida pela ação da sobrealimentação, algo evidente no recente motor diesel Skyactiv-D, que dispensa a utilização de sistema selectivo de tratamento com recurso a AdBlue para cumprir as normas Euro 6d-TEMP.

O mesmo acontece no motor atmosférico Skyactiv-G, com apenas 122 cv.

Já no novo Skyactiv-X, que proporciona mais potência sendo mais eficiente,a tecnologia mild-hybrid associa-se ao tratamento específico da mistura e do momento da ignição, dependentes do modelo escolhido de condução.

Mas como economiza o SKYACTIV-X?


  • Faz recurso a um compacto sistema mild hybrid composto por uma bateria de iões de lítio de 24 V, colocada junto do motor e de um pequeno motor eléctrico integrado, destinado a prestar auxílio de potência e binário nas fases mais críticas da condução.

  • Alia a isto sistemas de recuperação de energia (ISQ) para carregar a bateria do sistema mild hybrid.

  • Inova no sistema de alimentação de combustível. 
A Mazda tem vindo a ensaiar melhoramentos na rentabilidade dos motores térmicos, trabalhando com taxas de compressão mais elevadas do que as habituais nos motores de outros construtores.

O objectivo é conseguir obter, nos seus motores a gasolina, o comportamento e – principalmente – os níveis de eficiência dos motores a gasóleo.

Uma das novidades do SKYACTIV-X está precisamente naquilo que a Mazda chama de Ignição por Compressão Controlada por Faísca, no original SPCCI - Spark-Controlled Compression Ignition.

Este método de combustão desenvolvido pela Mazda é uma tecnologia que procura atingir o ponto ideal de combustão para cada momento, mas também o da mistura ar/gasolina, sendo que, quanto mais pobre esta for, menor serão os consumos e emissões.

Este mecanismo consegue trabalhar com misturas bastante pobres (mais ar/menos gasolina, 2 a 3 vezes mais pobre do que nos actuais motores a gasolina convencionais), aumentando a taxa de compressão da mistura para um nível onde a inflamação acontece por auto-detonação (daí a semelhança com a tecnologia diesel), num processo gerido de forma inteiramente automática em função da análise feita à potência necessária no momento.

“As vantagens de um motor a gasolina com ignição por faísca - expansivo nas altas rotações e menores emissões de gases de escape - foram combinadas com as de um motor diesel de ignição por compressão: melhor resposta a baixas rotações e maior economia de combustível”, dizem os engenheiros da Mazda.

O sistema SPCCI trabalha praticamente em toda a amplitude de funcionamento do motor, excepto nos arranques a frio, nas fases de aquecimento inicial do motor e com o motor em carga muito elevada.

Dimensões e equipamento do Mazda CX-30

Com 4,40 metros de comprimento, 1,80 de largura e 1,54 m de altura, o Mazda CX-30 é:

• 19 cm mais comprido do que o CX-3 e 6,5 cm mais curto do que o Mazda3 de 5 portas
• 3 cm mais largo do que o CX3 e com a mesma largura do Mazda3
• Sensivelmente da mesma altura do CX-3 (0,5 cm de diferença) e 10,5 cm mais alto do que o Mazda3

Com aspecto sofisticado e elegante, o painel de bordo e muitos detalhes do interior são semelhantes ao Mazda3.

Realce para a ergonomia da posição de condução e para a clareza de leitura do painel de bordo, bem como para a capacidade de insonorização, que beneficia do baixo ruído emitido pelos motores e transmissões.

Os bancos dianteiros oferecem bom apoio lateral e foi dada especial atenção às afinações do banco e do volante, para obter uma posição de condução ergonómica, de acesso fácil aos comandos e com boa visibilidade sobre os instrumentos.



Os 10 cm a mais de altura beneficiam a entrada nos lugares traseiros relativamente ao Mazda3 e o banco traseiro oferece espaço suficiente para dois adultos.

Este banco não possui ajuste longitudinal, logo a capacidade de mala é fixa: 430 litros sem pneu suplente.

O acesso é feito através de um portão com abertura ampla (pode ter movimento eléctrico), de 1,03 m, com o plano de carga a 73,1 cm do solo, com destaque para a simplicidade de controlo das funções visionadas no ecrã central de 8,8´´



De modo resumido, entre equipamento de série e opcionais, o novo Mazda CX-30 pode contar:
  • Jantes de alumínio de 18 ou 16 polegadas;
  • Smart Brake Support (SBS), de série;
  • Smart Brake Support [Eixo traseiro] (SBS-R), opcional;
  • Smart Brake Support [Rear Crossing] (SBSRC) , opcional;
  • Faróis LED Adaptativos (ALH), opcional;
  • Controlo de Luzes de Máximos (High Beam Control (HBC), de série;
  • Monitor 360°, opcional;
  • Front Cross Traffic Alert (FCTA), opcional;
  • Blind Spot Monitoring (BSM), de série;
  • Rear Cross Traffic Alert (RCTA), de série;
  • Lane Departure Warning System (LDWS), de série;
  • Lane-keep Assist System (LAS), de série;
  • Sistema Traffic Sign Recognition (TSR), de série;
  • Intelligent Speed Assistance (ISA), de série;
  • Driver Attention Alert (DAA), de série;
  • Driver Monitoring, opcional;
  • Mazda Radar Cruise Control (MRCC), de série;
  • Cruising & Traffic Support (CTS), opcional.

Sem comentários