Header Ads

APRESENTAÇÃO: Mercedes-Benz A160 CDI e B160 CDI

O objectivo, claro, é tornar estes Mercedes mais acessíveis no preço. Para isso recorrerem à versão menos potente do motor a gasóleo de origem Renault, o conhecido bloco 1.5 dCi com "apenas" 90 cv. As variantes mais acessíveis de sempre são designadas A160 CDI e B160 CDI, têm caixa manual de seis velocidades e preços comparáveis a modelos equivalentes de outras marcas ditas genéricas. Incluindo a própria Renault. Preços em Portugal a partir de 26.700 euros para o A160 CDI e de 30.050 euros no caso do B160 CDI. Ao contrário do que a foto pode sugerir, este motor não está disponível no coupé de 4 portas CLA. Por enquanto.

O motor que tanto serve carros como o Renault Clio, o Nissan Note ou o Dacia Sandero é o mesmo que impulsiona estes Mercedes. A diferença em alguns casos está na transmissão (caixa de seis velocidades) e, claro está, no resto que envolve o motor. Incluindo o símbolo da estrela, garantia de qualidade e prestigio.
Este bloco de 1461 cc tem 90 cv entre as 2.750 e as 4.000 rpm e entrega um binário de 240 Nm das 1.750 às 2.750 rpm.
No Mercedes-Benz A 160 CDI a aceleração dos 0 aos 100 km/h demora 13.8 segundos e a velocidade máxima alcançável é de 180 km/h.
Consoante a versão de equipamento, apresenta o seguinte consumo médio e emissões:

Consumo urbano (l/100km)
4.7–4.5
Consumo extra-urbano (l/100km)
3.6–3.3
Consumo combinado (l/100km)
4.0–3.8
Emissões combinadas de CO2 (g/km)
105–98
Estes valores de consumo e emissões não diferem substancialmente do A180 CDi ou do  A180 CDI equipado com pacote de tecnologias BlueEfficiency.


No Mercedes-Benz B 160 CDI a aceleração dos 0 aos 100 km/h demora 14 segundos, mantendo-se a mesma velocidade máxima de 180 km/h.
Consoante a versão de equipamento, apresenta o seguinte consumo médio e emissões:

Consumo urbano (l/100km)
5.2–4.9
Consumo extra-urbano (l/100km)
4,1-3,7
Consumo combinado (l/100km)
4.5–4.1
Emissões combinadas de CO2 (g/km)
117–108


Sem comentários