Header Ads

Toyota Portugal chama às oficinas cerca de 13 mil carros

Os modelos em causa são os Yaris de 2.ª geração (produzidos entre 2005 e 2011), Urban Cruiser, Rav4, Land Cruiser e Hilux. Não porque existam relatos de incidentes provocados por alguma das anomalias detectadas, antes numa política de qualidade e responsabilidade da marca. São três as intervenções necessárias: reforço das fixações da barra interna do tablier (que suporta alguns componentes), substituição do cabo espiral do airbag e reforço das fixações das calhas do banco do condutor. Consoante os modelos, nas próximas semanas irão começar a ser chamados às oficinas autorizadas, sem qualquer custo para os seus proprietários.

As folgas excessivas verificadas nas calhas do banco do condutor abrangem os modelos de três portas do Yaris de 2ª geração e Urban Cruiser.
A substituição do cabo espiral do airbag, que permite manter o airbag ligado quando o volante roda e que em algumas situações poderá quebrar-se. Caso isto aconteça o condutor é imediatamente alertado através de uma luz de aviso que se acende no painel de instrumentos. Esta situação afecta os modelos Land Cruiser, RAV4 e Hilux produzidos entre Dezembro de 2004 e Dezembro de 2010.
A operação de reforço de uma barra que suporta diversos componentes internos do tablier é a operação mais demorada. Ao contrário das restantes - que demoram 30 a 40 minutos -, esta intervenção implica a desmontagem do tablier, o que obriga a cerca de 3 horas de trabalho. O condutor pode ser alertado através de ruídos parasitas no veiculo afectado, o Toyota Yaris de 2ª geração.
Este recall mundial abrange 6,39 milhões de viaturas em todos os continentes. 

Sem comentários