Header Ads

APRESENTAÇÃO: Opel Vivaro (MY 2014)

- A segunda geração do projecto partilhado com a Renault (Trafic) chega em Setembro
- Interior apela ao conceito de “escritório móvel”: tecnologia de informação e entretenimento IntelliLink e sistema de navegação
- Novos motores 1.6 CDTI de elevada eficiência para redução de consumos e emissões
- Versões de 90 cv e 115 cv 
- Tecnologia BiTurbo de dupla sobrealimentação garante 120 cv e 140 cv
- Variantes: furgão fechado, combi e chassis-cabina. Dois comprimentos de carroçaria: 4998 mm e 5398 mm. Duas alturas de tejadilho.

A segunda geração do Vívaro foi concebida para aliar a funcionalidade de um veículo comercial ligeiro com as características de um escritório sobre rodas. Para tal, o Vívaro foi dotado de conforto e de um interior prático, equiparável ao de um automóvel de passageiros.
A grelha ampla e proeminente, faróis elaborados e o vinco típico da marca aproximam a sua imagem às formas características que exibem os modelos de automóveis de passageiros da marca. 
Na cabina, assumem destaque equipamentos que transformam rápida e facilmente o Vívaro num escritório móvel. É complementado com a avançada tecnologia de informação e entretenimento IntelliLink, com o mais recente sistema de navegação, bem como outros equipamentos práticos e inovadores.
A parceria com a Renault prolonga-se. O Opel Vívaro é um projecto partilhado que deu também lugar ao comercial da marca francesa, o Renault Trafic (mais detalhes AQUI)

Dois comprimentos e duas alturas de tejadilho

A nova geração oferece variantes de furgão fechado, combi e chassis-cabina.
Existem  dois comprimentos de carroçaria: C1 com 4998 mm e C2 com 5398 mm.
Com duas alturas de tejadilho, o novo Vívaro surge mais capacitado para o transporte de carga do que o antecessor, já que ambos os comprimentos de carroçaria excedem em 216 mm as medidas anteriores.
Foram assim acrescentados 100 mm ao compartimento de carga em ambas as variantes: no C1 2500 mm e no C2 2900 mm. isto abre espaço para transportar três europaletas lado a lado.
O volume de carga total das variantes de furgão fechado regista também um aumento, podendo ir de 5,2 m3 a 8,6 m3.
O acesso ao compartimento de carga é facilitado pelas portas traseiras.
Para o transporte de objectos especialmente longos, a porta direita pode permanecer aberta num ângulo de 90°, podendo a outra ser fechada autonomamente. As aberturas existentes sob o banco do passageiro da frente e na antepara da cabina constituem também uma alternativa para o transporte de objectos mais compridos.
A versão Combi com porta lateral deslizante transporta confortavelmente oito passageiros em três filas de bancos.
É possível escolher entre três níveis de acabamento e a paleta de cores é composta por onze cores de série, com cinco acabamentos sólidos e seis acabamentos metalizados de duas camadas. Na altura do lançamento ficarão disponíveis mais cores específicas para utilizações em frotas especiais.

Dois motores diesel com tecnologia BiTurbo

O novo Opel Vívaro surge com novos motores turbodiesel: um 1.6 CDTI (90 cv e 115 cv) e um avançado 1.6 BiTurbo CDTI (120 cv e 140 cv), com sobrealimentação sequencial e um sistema duplo de refrigeração do ar de admissão.
Com dois turbo-compressores que funcionam em conjunto, este motor alia a excelente “performance”’ à elevada economia de combustível.
Por comparação com a gama de motorizações da anterior geração Vívaro, estes novos motores turbodiesel conseguem reduzir o consumo de combustível em mais de 1 litro no ciclo misto, com o motor BiTurbo a ficar-se por 5,7 l/100 km e 149 g/km de emissões de CO2 (dados provisórios).
Estes valores passam a ser os melhores da classe, produzindo efeito sensível nos custos de operação. Ao condutor é permitido activar um modo de "ecocondução" especial para obter consumos de combustível ainda mais baixos.
A apenas 1500 rpm, o motor BiTurbo de 120 cv debita um elevadíssimo binário de 320 Nm.
A variante de 140 cv chega aos 340 Nm.

Da segurança ao conforto

O habitáculo do novo Vívaro oferece um espaço de trabalho moderno e móvel. Estão disponíveis bancos confortáveis com apoio lombar e regulação em comprimento e altura.
Todas as funções principais surgem posicionadas na linha de visão. Existem soluções práticas como o banco dianteiro central, que pode ser rápida e facilmente convertido numa pequena mesa, capaz de servir de apoio a um computador portátil. Instrumentos de trabalho ou objectos pessoais do dia-a-dia podem ser guardados em espaços no tablier, na consola central, ou numa gaveta com 42 litros sob o banco dianteiro do passageiro.
A conectividade com o exterior é assegurada através do sistema de informação e entretenimento IntelliLink da Opel. Comandado a partir de um ecrã táctil a cores de sete polegadas, possui telefone mãos-livres Bluetooth, função de "audio streaming"’e avançadas funções de navegação, com mapas simples de actualizar com o descarregamento de dados via dispositivos USB.
O ar condicionado é automático e existe sistema sem chave "Open & Start".
O Opel Vívaro recebe ainda melhorias no capítulo da segurança. Além do sistema ABS, com distribuição electrónica do esforço de travagem (EBD), o condutor pode contar com o apoio de sistemas como a assistência nas travagens de emergência (EBA), assistência em arranques em planos inclinados (HSA) e pelo evoluído programa de estabilidade electrónico (ESP) dotado de controlo da tracção (TC) e sistema de atenuação de oscilações da carroçaria.
O novo comercial ligeiro da Opel recebe também um sistema combinado de controlo da velocidade de cruzeiro e limitação de velocidade.
Um dispositivo de ajuda ao estacionamento, “Park Pilot”, pode contar com a ajuda de uma câmara traseira.
Outro sistema de segurança bastante prático é o grande espelho convexo colocado na pala de sol do passageiro, que pode ser inclinado para que o condutor consiga ver o espaço do ângulo cego à direita e, simultaneamente, ter melhor visibilidade panorâmica.

-->

Sem comentários