Header Ads

APRESENTAÇÃO: VW Passat (MY 2015). Preços. Equipamento

- A oitava geração do Passat aposta em disputar segmento premium

- Quatro motores diesel: 1.6 TDI de 120 cv e 2.0 TDI 150, 190 cv ou 240 cv. Este último com dois turbo-compressores

- Preço começa nos 32.230€ (Limo 1.6 TDI 120 Cv Trendline)

- Data de comercialização em Portugal: Novembro 2014


Criado com base na plataforma modular transversal (MQB), o Passat ganhou um design mais dinâmico, graças a uma carroçaria mais baixa e com maior distância entre eixos. Em média, o conjunto está 85 quilos mais leve.

A carroçaria Limousine mede 4.767 milímetros de comprimento, 1832 mm de largura e 1.456 milímetros de altura. A distância entre eixos, 2.791 milímetros, é maior em 79 mm face à geração anterior.

O visual desta oitava geração, com dedo de Walter De Silva, é marcado por um grupo óptico dianteiro com mais carisma graças aos faróis em LED, totalemnte acoplado a uma grelha afilada, que estende a frente e acentua a sensação de largura do novo Passat.

Recebeu uma nova gama de jantes de 16 a 19 polegadas.

O interior está também mais vanguardista e exclusivo através de numerosos elementos de design e de tecnologias como o ecrã “Active Info Display” (instrumentação digital interactiva) e um display de visualização “Head-up-Display”.

Em relação a preços, o novo Passat começa nos 32.230€ para a versão Passat Limo 1.6 TDI 120 Cv Trendline, sendo que o 2.0 TDI 150 Cv se situa nos 34.715€. A versão Variant representa em média mais 1.500€ do que a versão Limo.

Motores

O consumo e as emissões de CO2 dos motores a gasóleo foram reduzidos até 20%.

Todas as versões estão equipadas com o sistema “Start/Stop” e o modo de travagem regenerativo. Cada variante de motor pode ser acoplado, opcionalmente, com a transmissão automática de dupla embraiagem DSG.

Na base da sua oferta diesel encontra-se a versão 1.6 TDI de 120 Cv.

O bloco turbodiesel de 4 cilindros e injeção direta (TDI) mais potente é o novo motor bi-turbo de 2.0 litros com 240 Cv de potência e um consumo de apenas 5,3 l/100 (CO2: 139 g/km).

Equipada com este motor, a Limousine atinge uma velocidade máxima de 240 km/h; no caso do Variant a velocidade máxima é de 238 km/h. Devido ao elevado binário de 500 Nm, o Passat de 240 Cv está equipado de série com o sistema de tração total 4MOTION e transmissão automático DSG de 7 velocidades.

Dispõe também de dois blocos 2.0 TDI, com 150 Cv e 190 Cv. A de 150 Cv com consumos e emissões de CO2 de 4,1 l/100 km e de 108 g/km, respetivamente.

A grande novidade é uma versão híbrida - GTE - que alia o motor a gasolina 1.4 TSI com 156 cv a um motor eléctrico de 109 cv. A potência conjunta é, assim, de 211 cv.

Este modelo tem autonomia para até 50 quilómetros no modo eléctrico. A autonomia total estende-se até 1000 km.



Espaço interior

Apesar de comprimento inferior em 2 mm em relação à geração anterior, o comprimento interior aumentou em 33 mm.

Também a bagageira oferece uma maior volumetria: mais 21 litros na Limousine (agora de 586 litros) e 47 litros no caso do Variant (agora de 650 litros).

Até ao tejadilho a capacidade aumenta para 1.780 litros. O piso da bagageira da versão Variant pode ser colocado em diferentes posições e alturas, de modo a particionar o espaço de carga.

Não existe carrinha no segmento que apresente esta capacidade de mala. O rebatimento do banco traseiro e do banco do passageiro dianteiro permite transportar objectos com até 2,85 metros de comprimento.


Painel de bordo digital

A instrumentação interior pode ser "tradicional" (indicadores de agulha) ou digital. Esta é uma das grandes novidades da nova geração. Opcionalmente, a zona dos instrumentos pode ser substituída por um ecrã digital que projecta mostradores clássicos arredondados, entre os quais podem surgir várias informações de bordo. A mais útil talvez seja o sistema de navegação, evitando desta forma que o condutor desvie demasiado os olhos da estrada.

Já o sistema "head-up" projecta as informações numa tela plástica retráctil na linha dos olhos do condutor onde, além das indicações de velocidade e instruções de navegação, por exemplo, o condutor recebe alertas de segurança.

Equipamento


Em Portugal, tal como na geração anterior, a Volkswagen lança o novo Passat no mercado com três níveis de equipamento distintos: Trendline, Confortline e Highline.

No Passat Trendline o exterior caracteriza-se pelas jantes de 16 polegadas com pneus na dimensão 215. O interior inclui elementos como o apoio de braços central dianteiro com compartimento porta-objetos e a regulação em altura dos bancos dianteiros.

O Passat Trendline oferece funções como o sistema Keyless-Go (starter do motor), o sistema de deteção de fadiga, um indicador da pressão dos pneus, o sistema de rádio “Composition Media” com ecrã tátil de 6,5 polegadas, sistema Bluetooth, sistema de ajuda ao estacionamento com sensores dianteiros e traseiros, o ecrã multifunções “Plus”, luz de condução diurna, Hill Hold Assist, travão de estacionamento eletrónico com função Auto Hold e ar condicionado. Todos os modelos estão equipados com o sistema “Start/ Stop” e travagem regenerativa.

O Passat Confortline inclui adicionalmente de série componentes como o sistema “Front Assist” com o assistente de travagem de emergência em cidade (City Emergency Braking), ar condicionado Climatronic com 3 zonas de regulação, pacote Light and sight, Cruise control e jantes em liga leve de 16’’ “Sepang”.

O Passat Highline é a versão de topo de gama e oferece de série revestimentos em couro e Alcântara, s luzes traseiras escurecidas em LED, indicador multifunções “Premium”, Cruise Control Adaptativo e Jantes em liga leve de 17’’ “London”.

Ajudas à condução

As novas ajudas incluem sistemas como o “Front Assist Plus” com assistente de travagem de emergência em cidade e reconhecimento de peões (“City Emergency Braking com Pedestrian Detection”) assim como três novidades a nível mundial: o «Emergency Assist» (que imobiliza o veículo em caso de emergência), o “Trailer Assist” (assistente para manobras com reboque) e o novo sistema de assistência em “engarrafamentos” (“traffic jam assistant”).

O controlo de velocidade de cruzeiro é activo, ou seja, capaz de reiniciar automaticamente após breve paragem motivada por semáforo ou trânsito.

O novo Passat conta também com aviso de mudança involuntária de faixa de rodagem com correcção automática da trajectória e ainda radar de detecção de objectos ou peões. Este sistema aumenta a potência de travagem em caso de emergência ou actua autonomamente no caso de não haver reacção do condutor. Além do accionar automaticamente os piscas-piscas, imobilizar o veículo e accionar os serviços de emergência.

Os novos assistentes de parqueamento incluem opção de escolha entre dois lugares encontrados e possibilidade de estacionar frontalmente, beneficiando da câmara traseira à saída.

Há um novo sistema designado “Trailer Assist” para auxilia as manobras de estacionamento quando se transporta um reboque. Quando a marcha-atrás é engrenada, após a selecção do ângulo de rotação do reboque, o sistema assume o controle da direcção, deixando para o condutor a responsabilidade de aceleração e travagem.

Para facilitar as manobras a baixa velocidade pode ainda contar-se com uma câmara de visão aérea.

Opcionalmente, existe controlo dinâmico do chassis (DCC), que modifica o esforço de direcção, a resposta do acelerador e a firmeza da suspensão.

Breve historial

Até esta oitava geração do Passat já foram produzidas 22 milhões de unidades deste modelo.

Apenas em 2013 foram vendidas mais de 1,1 milhões de unidades da gama Passat.

Em teoria, o ano passado vendeu-se um Passat a cada 29 segundos em algumas regiões do mundo, 2 Passat por minuto, 126 por hora e mais de 3.000 unidades diariamente.

Em Portugal, desde 1973, o Passat vendeu até à data 66.421 viaturas



-->

Sem comentários