Header Ads

APRESENTAÇÃO: Kia Sorento (MY 2015). Motor. Preço. Equipamento

- 40 mil euros com motor 2.2 CRDi de 200 cv e nível de equipamento mais elevado

- SUV de 7 lugares classe 1 nas portagens quando associado a Via Verde

- Bancos da 3.ª fila mais amplos, com melhor acesso e de fácil rebatimento

- Bagageira de 142 litros a 605 litros

A terceira geração do Kia Sorento é vendida em Portugal exclusivamente com o nível de equipamento mais elevado: TX.

Tem mais 8 cm de distância entre eixos e 9,5 cm no comprimento total, mas a largura e a altura variam pouco.

O habitáculo está maior e mais funcional, beneficiando do facto da segunda fila de bancos poder movimentar-se longitudinalmente 23 centímetros, melhorando o acesso à terceira fila de bancos.
Além disso, a fila central tem rebatimento 40/20/40, facilitando o transporte de objectos mais longos.

Dispõe de motor diesel 2.2 CRDi com 200 cv com caixa de velocidades manual ou automática de 6 velocidades.

O binário máximo é de 441 Nm entre as 1.750 e as 2.750 rpm e o nível de emissões começa nas 149 g/km.

A versão com tracção total dispõe do motor 2.0 CRDi de 185 cv, mas o facto de não poder contar com um desconto no ISV que é atribuído à versão com tracção dianteira, tem um preço de 52 mil euros, já com descontos.

É que, tal o Kia Carens, a terceira geração do Kia Sorento beneficia da isenção de 50% do ISV, prevista para os automóveis ligeiros de utilização mista, com peso bruto superior a 2.500 kg, lotação mínima de sete lugares e sem tração integral.

Além de um preço final bastante competitivo e que, com o desconto de campanha começa abaixo dos 40 mil euros, está classificado como viatura de classe 1 nas portagens, desde que associado ao sistema de Via Verde.

À semelhança da restante gama, o novo Sorento beneficia de uma garantia de 7 anos ou 150 mil km.

Versões e preços


2.2 CRDi ISG  197 CV
2.0 CRDi ISG 185 cv
Versão
TX
TX Automático
TX 4X4 Auto
Cilindrada
2.199
2.199
1.995
Pneus e Jantes
235/65R 17
235/65R 17
235/65R 17
Transmissão
MT 6 velocidades
AT 6 velocidades
AT 6 velocidades
IUC €
249,97 €

Emissão CO2
149
172
177
Preço Público
43.290,00
46.890,00
56.590
Transportes, Transferência, 1º IUC
1.084,50
1.084,50
1.084,50
SGPU (DL 111/2001 6/4)
12,98
12,98
12,98
PVP c/ Transporte, Doc. e SGPU
44.387,48
47.987,48
57.687
Campanha Promocional
TX
TX Automático
TX Automático
Desconto
(Iva Inc)
5.400 €
5.400 €
5.400 €
PVP Chave na Mão
38.987,48 €
42.587,48 €
52.287,00 €
Opções
Pintura Metalizada
Tecto Panorâmico
Pack Navigation (inclui câmara estacionamento)
PVP (euros)
381,2
950
1150

Motores


Para Portugal, o Kia Sorento 2015 vem equipado com duas versões turbodiesel de 2.0 (para os modelos com tracção integral) e 2.2 (com caixa manual ou automática).

As emissões de CO2 são de 149 g/km no motor 2.2 turbodiesel, cuja média de consumo é de 5,7 l/100 km com caixa de velocidades manual e jantes de 17 polegadas.

O 2.0 turbodiesel apresenta um consumo combinado de 6,7 litros aos 100 km e emissões de CO2 na ordem dos 177 g/km.

As emissões de NOx e de monóxido de carbono também foram reduzidas em ambos os motores diesel (2.2 e 2.0), cumprindo a norma de emissões Euro 6.

A suspensão, totalmente independente, mantém a configuração do modelo anterior (tipo MacPherson à frente e sistema multilink Kia atrás), embora com várias alterações: na parte traseira, a subestrutura de suporte da suspensão apresenta casquilhos de maior dimensão, para melhor isolamento em relação ao habitáculo, ao passo que os amortecedores surgem agora mais amplos e montados verticalmente atrás da linha de eixo, melhorando o controlo do movimento da carroçaria.

Design


A frente do Kia Sorento de 2015 destaca-se pela grelha "nariz de tigre” com a forma de diamante tridimensional, faróis longos que se estendem até às partes laterais e luzes de nevoeiro maiores.

De perfil conserva o capot longo, mas a linha de tejadilho está mais baixa e a cintura mais elevada.
A parte traseira revela formas vincadas e um portão traseiro mais amplo que acaba por facilitar, também por aqui, o acesso a um dos lugares da terceira fila de bancos, por exemplo.

Em alguns mercados há ainda um sistema que garante a abertura automática da porta da bagageira quando a chave é detectada nas proximidades. Esta função permite arrumar os sacos de compras ou bagagens no veículo de forma mais cómoda.

Habitáculo


O interior está mais elegante e recorre a revestimentos de melhor qualidade, mais distintos e macios ao tacto, que acabam por contribuir para a insonorização e consequente melhoria do conforto a bordo.
O painel tem contornos fluídos e houve grande preocupação em melhorar a funcionalidade e a relação entre o condutor e a viatura.

As dimensões exteriores aumentadas e a distância entre eixos mais ampla geram mais espaço interior.
Embora a linha de tejadilho seja 15 mm mais baixa, o reposicionamento dos assentos assegura mais espaço para a cabeça dos ocupantes das três filas de bancos, que passam a usufruir também de zonas maior amplitude para as pernas.

O espaço de carga também ficou maior, quer nas dimensões do seu piso (+87 mm) quer na capacidade. Com a terceira fila de bancos rebatida, eleva-se de 515 para os 605 litros (VDA) face à segunda geração do Kia Sorento.

Tem ainda um novo compartimento de arrumação sob o piso da bagageira, onde é possível alojar a cobertura da mala.

Os bancos da segunda fila podem ser rebatidos a partir da zona da mala através de duas alavancas. O facto de serem deslizantes veio facilitar as entradas e saídas da terceira fila.

Equipamento


O novo Kia Sorento foi galardoado com a pontuação máxima de cinco estrelas nos testes de colisão Euro NCAP.

Obteve pontuações elevadas em todos os quatro parâmetros: 90% na protecção de ocupantes adultos, 83% na protecção de ocupantes crianças, 67% na protecção de peões e 71% nos sistemas de assistência à segurança.

No equipamento há que contar com:

- ASCC, controlo da velocidade adaptativo inteligente

- o LDWS, sistema de aviso de saída de faixa, que emite um aviso sonoro quando o condutor sai da faixa de rodagem escolhida sem utilizar os indicadores de mudança de direcção

- BSD, sistema de detecção de ângulo morto, que emite um aviso visual no retrovisor exterior quando existe outro veículo no ângulo morto do condutor

- RCTA, sistema de alerta de tráfego traseiro, que avisa o condutor da presença de outros veículos atrás em parques de estacionamento

- SLIF, função de informação do limite de velocidade, que exibe o limite de velocidade no painel de instrumentos com base num sistema de câmaras que detectam os sinais da estrada.

Dependendo dos mercados, quatro câmaras mostram uma panorâmica mais elevada para ajudar o condutor nas manobras de estacionamento

Sem comentários