Header Ads

Gama Mazda 3 reformulada em Portugal

De um novo Mazda3 só deverá saber-se mais durante o próximo ano ou até mesmo em 2014 mas, por cá, a marca vai reformulando a gama e procedendo a alterações de forma a torná-lo mais competitivo no mercado português. A par de algumas alterações de pormenor que, na essência, pouco diferem do restiling revelado NESTE texto, a gama foi reduzida a dois motores (diesel e gasolina) distribuídos por outras tantas formas de carroçarias (HB e CS) e três níveis de equipamento (Exclusive, Exclusive Plus e Sport). Os preços ficam situados entre os 21.460 e os 28.380 euros. Vamos aos detalhes.


Popular e com mais de três milhões de unidades já produzidas, com mais de uma centena de prémios e distinções nacionais ou internacionais, a gama Mazda3 à venda em Portugal passa a contar apenas com as versões de 4 (CS) e cinco portas (HB) conjugadas entre os motores de 1,6 litros: MZR, um gasolina com 105 cv e o MZ-CD turbodiesel commonrail de 115 cv.
No que se refere a equipamento são propostos três níveis: Exclusive, Exclusive Plus e Sport, este último somente presente na proposta diesel.
O acesso à gama é feito com o Mazda3 MZR 1.6 Exclusive de 5portas, que custa 21.460 euros com pintura não metalizada, e a versão mais cara será o Mazda3 MZ-CD 1.6 Sport de 4 portas, à venda por 28.380 euros com pintura metalizada.

Apelos interiores

Como é habitual em cada facelift, o Mazda3 agora em comercialização destaca-se pelo pára-choques frontal com maior apelo emocional e eficiência aerodinâmica, novas jantes de 16 e 17 polegadas e uma palete de oito cores exteriores, incluindo o novo tom Bronze que surge nestas imagens do carro de 5 portas.
A variante hatchback apresenta características mais desportivas, nomeadamente “spoiler” traseiro no tejadilho, sendo o sedan mais elegante.
Já no interior realça-se a nova cor preta para a consola central inferior, que contrasta com os anéis cromados brilhantes nos comandos para um mais rápido reconhecimento durante a condução. O “display” multi-informativo (MID) tem novo grafismo a branco, sobre um fundo cinza com iluminação contínua no conta-quilómetros. Mais detalhes NESTE texto.

Motores ajustados à realidade do mercado

Desaparecendo as versões mais desportivas que, por serem mais dispendiosas eram também as mais exclusivas e com pouca procura (como o Mazda 3 MPS 2.3 DISI de 260 cv ensaiado NESTE texto), debaixo do capot desta que deverá ser a última actualização da presente gama respiram dois blocos já conhecidos.
O motor MZ-CD 1.6 turbodiesel conserva 115 cv e garante 270 Nm de binário entre as 1.750 e as 2.500 rpm, prestações que na na versão hatchback com caixa manual de 6 velocidades asseguram um consumo médio de 4,3 litros em circuito combinado e emissões de 115 g/km de CO2.
Já o motor aspirado MZR 1.6 a gasolina possui transmissão manual de cinco velocidades, 105 CV às 6.000 rpm e 145 Nm de binário máximo às 4.000 rpm. O seu consumo médio é de 6,4 litros e as emissões de 147 g/km de CO2.
O ensaio ao Mazda3 1.6 MZ-CD encontra-se AQUI.


Procura automóvel novo, usado ou acessórios? Quer saber mais sobre este ou sobre outro veículo?

Sem comentários