Header Ads

Quem não se recorda deste anúncio ao Citroën Dyane?


"Lá vem o João Ancinho que tem muito que plantar..." Quem não se recorda deste anúncio ao  Citroën Dyane e das expressões "gasolina mal precisam" e "oficina nem pensar"? Ou "da D. Maria e do seu belo carrinho" que "leva os meninos à escola". O  Citroën  Dyane foi um dos vários modelos construídos na Fábrica da  Citroën  em Mangualde que em finais de Setembro de 2012 comemorou 50 anos de actividade. A actual unidade de produção do grupo PSA em Portugal já produziu mais de um milhão de unidades, desde o "2 CV", o primeiro modelo a sair das linhas de montagem em 1964 (apesar de ter começado a laborar 2 anos antes) aos actuais Berlingo/Partner. Pelo meio produziu outros automóveis históricos, como os Citröen DS ("Boca de Sapo"), Dyane e o não menos saudoso Mehari com carroçaria em fibra de vidro.

O Citroën Dyane foi produzido entre 1967 e 1983. Concebido para suceder ao Citroën 2CV, não resistiu, contudo, ao mito entretanto criado em torno deste popular modelo Mesmo assim, sobre a mesma plataforma que servia o 2CV, foram produzidas quase milhão e meio de unidades nos 16 anos de vida do modelo. A sua produção foi interrompida em 1983, 6 anos antes do fim do 2 CV.
Durante esse período foram produzidas 27 660 "Dyanes" em Mangualde, com duas versões exclusivas para o mercado português: a Dyane Dyanissima e a Dyane Nazaré.
A Fábrica da PSA, Peugeot-Citroen de Mangualde é hoje uma das maiores exportadoras nacionais com cerca de 95 por cento do que produz destinado ao mercado externo.

Procura automóvel novo, usado ou acessórios? Quer saber mais sobre este ou sobre outro veículo?

1 comentário:

  1. QUE SAUDADES DESTE SALTA POCINHAS! NÃO, NÃO É DO PORTAS! QUANDO OS CARROS TINHAM ALMA! E TANTA GRAÇA! TEMPOS ÚNICOS!

    ResponderEliminar