Header Ads

APRESENTAÇÃO: Peugeot RCZ R. 270 Cv de muita adrenalina

Performance e eficácia. O Peugeot RCZ já era um símbolo da capacidade criativa e tecnológica da marca em termos de design e de experiência de condução. Que dizer então com um novo motor 1.6 a gasolina de 270 cv com emissões de CO2 de apenas 145g/km? O RCZ R torna-se assim no modelo de série mais potente da história do construtor francês, sendo capaz de percorrer dos 0 aos 100 km/h em 5,9 segundos, de arrancar até aos 400 metros em 14,2 segundos ou até aos 1000 metros em 25,4 segundos. A velocidade máxima, limitada electronicamente, é de 250 km/h. Com elementos estéticos diferenciadores e elevada dotação de equipamento que permitem colocar esta viatura num patamar ainda mais elevado, o preço desta versão é de 44.580 euros. Confira de seguida os pormenores e muitas imagens do novo Peugeot RCZ-R

No final deste texto estão as características principais e a relação do equipamento de série do modelo vendido em Portugal.
O caderno de encargos foi tão simples quanto ambicioso: desenvolver uma versão exacerbada do RCZ, ou seja, com um desempenho elevado condicente para uma utilização desportiva em circuito, embora preservando as qualidades de conforto e de prazer necessárias para uma condução quotidiana.
Tudo isto com consumos e emissões de CO2 de referência.
Mecanicamente foi utilizado o motor THP de apenas 1.6 l de cilindrada que, com 270 cv, estabelece um recorde de potência específico na sua categoria: cerca de 170 cv/l. Está assim entre os melhores do mundo para um veículo de série, capaz de cumprir, desde já, a norma de controlo de emissões Euro 6.
Para comportar tamanha força e continuar a assegurar segurança e eficácia, foram efectuados melhoramentos face ao RCZ já existente (ler AQUI o último ensaio realizado a este modelo): a altura foi reduzida em 10 mm e as rodas de 19 polegadas são mais largas e salientes em benefício da aderência, estabilidade e motricidade. Em resultado disto, o RCZ R adquire visualmente uma postura ainda mais agressiva, parecendo estar «colado» ao solo.
Sonoramente, uma linha de escape reconfigurada optimiza a performance e assegura uma sonoridade única.
Um apurado trabalho aerodinâmica permitiu aumentar o apoio traseiro em 15 daN, graças a um novo deflector que incrementa a estabilidade em altas velocidades sem degradar a resistência aerodinâmica.

Performaces alcançadas com redução de peso

Os 270 cv de potência do RCZ R tornam-no no modelo de série mais potente da história da marca. Mas, apesar percorrer dos 0 aos 100 km/h em menos de 6 s, constitui uma referência na categoria dos coupés desportivos em termos de emissões de CO2: apenas 145 g/km, valor só possível de obter através do domínio do downsizing do motor, da optimização aerodinâmica e do ganho de peso.
Esse esforço de redução do peso conduziu ao desenvolvimento de peças específicas, tornando possível obter um ganho de 17 kg relativamente a um RCZ de 200 cv. Com um peso de 1280 kg, o RCZ R dispõe portanto de uma relação peso/potência de apenas 4,7 kg/cv.
O temperamento desportivo do RCZ R é naturalmente traduzido em números: uma velocidade máxima de 250 km/h (limitada electronicamente), dos 0 aos 100 km/h realizados em 5,9 s, o arranque até aos 400 metros efectuado em 14,2 segundos e até aos 1000 metros em 25,4 segundos.
As recuperações são igualmente de excelente nível, passando de 80 a 120 km/h em 6,8 segundos na última relação da caixa de velocidades.
O escalonamento da caixa manual de 6 velocidades é específico, em benefício das acelerações e recuperações.

Assinatura exterior exclusiva

Dotado de arcos preto mate e com luzes com máscara escura “titane”, o RCZ R distingue-se ainda pelas jantes específicas de dois tons em cinzento/preto mate. Estas possuem um estilo técnico e desportivo, sendo “assinadas” com um R gravado directamente na liga. Foram desenhadas para alojar e optimizar o arrefecimento dos novos travões sobredimensionados, cujas pinças vermelhos na dianteira possuem a assinatura Peugeot Sport. 
Um grande deflector traseiro fixo perfeitamente integrado garante um melhor apoio aerodinâmico, alongando a silhueta da traseira. Um difusor traseiro específico respeita o efeito liso que caracteriza a traseira do RCZ, realçada por dois imponentes tubos de escape cromados e simétricos.
Na dianteira são as luzes de Xénon com lava-faróis que estabelecem a diferença.
Disponível em 4 cores - Vermelho Erythrée, Preto Perla Nera, Cinzento Sidobre e Branco Opale -, o RCZ R propõe igualmente uma oferta de personalização composta pelo tecto em carbono brilhante ou acetinado, decorações exteriores na carroçaria (stickers) e capas dos retrovisores em preto.

Interior e equipamento

A abertura da porta revela um posto de pilotagem à imagem do exterior, capaz, por isso, de despertar todos os sentidos e emoções. Dedicado ao prazer e às sensações do condutor, mergulha instantaneamente o “piloto” num ambiente desportivo subtilmente elitista e, desde a soleira das portas com assinatura Peugeot Sport, todo este carácter desportivo e exclusivo é reforçado.
A posição de condução ergonómica, ideal para desfrutar das qualidades dinâmicas do RCZ R, é acompanhada por um volante de dimensões reduzidas, por uma alavanca de velocidades curta com punho específico em alumínio e realçado a vermelho. Novos bancos tipo baquet, desenvolvidos pela Peugeot Sport e com apoios reforçados e coerentes com o nível de performance do RCZ R, participam activamente nas sensações de condução.
Pespontos vermelhos percorrem o material macio do painel de bordo, assim como o couro do volante, do fole da alavanca de velocidades, dos painéis das portas, dos apoios de braços e dos bancos. 
Estes últimos, com a nova concepção desportiva e exacerbada, são guarnecidos com uma mistura de couro Nappa e Alcantara pretos e apresentam o monograma «R».
Cromado e ornamentado a vermelho, o carácter «R» parece emergir de uma placa com tratamento em alumínio escovado e com 4 parafusos aparentes, que assina a consola central. Inspirado na aviação, simboliza a precisão e apresenta com elegância a marca da Peugeot Sport.
Tal como a vista e o toque, a audição também não foi esquecida!
O Sound System associado a uma linha de admissão específica, assim como uma linha de escape remodelada, permitem beneficiar do carácter desportivo da nova motorização do RCZ R ao ritmo das acelerações e das passagens de caixa de velocidades.

Suave para um uso quotidiano

Apesar de desenvolvido como uma versão de competição pela Peugeot Sport, o RCZ R consegue ser igualmente agradável e civilizado para uma utilização diária em estrada.
Com efeito, as calibrações do grupo motopropulsor aliam as exigências de uma condução desportiva em circuito às de uma utilização quotidiana. Em função da pressão no pedal do acelerador e do regime do motor, reveladores do tipo de condução adoptada pelo condutor, o seu comportamento será maioritariamente de conforto – cidade - ou desportivo – eficácia.
Para além disso, o nível de binário obtido a partir dos baixos regimes permite excelentes recuperações e um excelente comportamento em estrada no dia-a-dia.
O tipo de suspensões permite melhorar a agilidade e o carácter incisivo do RCZ R, com um compromisso que preserva um nível de conforto próximo do RCZ 1.6 THP 200cv.
Por fim, os materiais nobres e a ergonomia do posto de condução, os seus equipamentos topo de gama e um consumo moderado no âmbito de uma utilização normal, de 6,3 l a 100km/h em ciclo misto – referência na categoria -, transformam, igualmente, o RCZ R num coupé desportivo confortável e de fácil utilização fora dos circuitos.
Evolução do motor vista ao pormenor

Para atingir 270 cv e 330 Nm de binário a partir de um motor de série de 1.6 l de cilindrada resistente a uma utilização desportiva em circuito, foib necessário recorrer a soluções provenientes do mundo da competição. Desenvolvido pela Peugeot Sport, o novo motor 1.6 THP com turbo e injecção directa de gasolina desenvolve o seu binário máximo de 330 Nm desde 1.900 rpm até 5.500 rpm.
Várias peças evoluíram ou voltaram a ser totalmente desenvolvidas para obter estes desempenhos e dar resposta a uma utilização desportiva com a robustez de um motor de série. O próprio bloco do motor é reforçado com um tratamento térmico específico para aumentar a robustez. O turbo Twin Scroll foi desenvolvido especificamente para beneficiar de um dimensionamento ideal para esta aplicação e este nível de desempenho.
Associado a um colector de escape em aço com uma arquitectura inédita inspirada na competição, resiste a temperaturas de funcionamento mais elevadas. Novos pistões garantem uma taxa de compressão de 9,2 e adoptam uma estrutura forjada, assim como uma nuance de alumínio utilizada em Fórmula 1, sendo o seu arrefecimento assegurado por 2 injectores.
As bielas evoluem igualmente para resistir a uma utilização de elevado regime do motor, enquanto os bronzes com revestimento em polímero permitem resistir às mais elevadas pressões do cilindro.

Novas ligações ao solo decisivas para o desempenho e eficácia

Em coerência com esta motorização, ligações ao solo específicas associadas a um diferencial de deslizamento limitado Torsen prometem novas sensações a par de uma melhor eficácia dinâmica. Este diferencial permite explorar ao máximo o forte binário disponível a partir das 1.900 rpm, em benefício da motricidade, proporcionando também uma boa estabilidade em travagem e assegurando capacidade para manter uma trajectória apertada em curva.
As ligações ao solo adoptam novas leis de amortecimento, espessuras das molas aumentadas e uma centragem estabilizadora recuada, de modo a garantir agilidade com segurança.
O abaixamento do centro de gravidade, a precisão aerodinâmica (resistência/apoio) melhorada, os ajustes dos eixos específicos (vias, paralelismo e sopé, jantes mais largas em + 0,5 polegadas) e os pneus Goodyear Eagle F1 Asymmetric 235 / 40 R19 optimizam a aderência e garantem um comportamento notável em estrada.
De enorme importância, a capacidade de travagem não foi naturalmente descurada: blocos fixos de 4 pistões permitem um ganho significativo em termos de espessura e, consequentemente, ao nível do curso do pedal, favorecendo ainda a redução dos pesos não suspensos. Os discos, com um diâmetro de 380 mm e espessura de 32 mm, são montados em flutuação numa estrutura em alumínio. Esta participa no alívio de peso e no arrefecimento, tal como as ventilações internas do disco, cuja optimização é resultado da experiência da Alcon ao nível da competição.
Tudo isto garante enorme resistência ao sistema de travagem e oferece ao RCZ R uma segurança e desempenhos excepcionais: menos de 61 metros para travar dos 130 aos 0 km/h.

O Peugeot RCZ R em Portugal: 44.580 euros 

Características exteriores e interiores:
- Aileron traseiro fixo de grande dimensão
- Arcos pretos mate
- Pinças de travão vermelhas
- Jantes em liga leve 19'' RCZ R
- Frisos do pára-choques com logo R e Peugeot a vermelho
- Monograma RCZ R na traseira
- Punho da alavanca de velocidades RCZ R
- Soleira das portas com design específico
- Placa « RCZ R » em alumínio escovado
- Bancos tipo baquet Couro/Alcântara

Equipamentos de série:
- Ajuda ao estacionamento traseiro
- Ar condicionado automático
- Cruise Control
- Sensor de luz e chuva
- Volante em couro
- Pack Sport com a tecnologia Sound System
- Navegação WIP Nav Plus
- Faróis de Xénon

Cores disponíveis:
Vermelho Erythrée, Cinzento Sidobre, Branco Banquise e Preto Perla Nera.

-->

Sem comentários