Header Ads

APRESENTAÇÃO: Seat Leon 1.6 TDI Ecomotive. Seat Leon 1.4 TGI

A gama Leon recebe duas importantes novidades: uma versão Ecomotive 1.6 TDI CR com 110 cv, que reclama um consumo misto de apenas 3,2 litros e emissões de 85 g/km, enquanto a gasolina surge uma nova versão 1.4 TGI, desenvolvida para funcionar com gás natural comprimido (GNG). Com este último motor, capaz de desenvolver 110 CV e que possui um binário máximo de 200 Nm a partir das 1.500 rpm, o Leon 1.4 TGI, com ambos os depósitos de combustível cheios, pode atingir uma autonomia de 1300 km. Este motor está disponível nas três formas de carroçaria – SC (3 portas), 5 portas e ST (carrinha) –, enquanto o Leon 1.6 TDI CR Ecomotive só não está presente na variante de 3 portas. Seguem-se mais detalhes sobre as duas novas motorizações.

Estas novas versões destacam-se pela eficiência, baixos níveis de consumo e de emissões e custos de manutenção bastante económicos.
O texto de apresentação da gama Leon está AQUI.
Todos os detalhes sobre a carroçaria ST (carrinha) encontram-se NESTE TEXTO, enquanto a variante de 3 portas (SC) foi apresentada AQUI.
Com um consumo médio de combustível de apenas 3,2 litros por 100 km e emissões de CO2 de apenas 85 g/km, o Leon Ecomotive utiliza o motor 1.6 TDI com 110 cv de potência e 250 Nm de binário. Para o bom desempenho energético contribuem, em primeiro lugar, o sistema Start/Stop, a função de recuperação de energia, a caixa de seis velocidades especialmente adaptada e os pneus de baixo atrito.
Adicionalmente, a aerodinâmica foi optimizada com uma carroçaria ligeiramente mais baixa, que apresenta algumas aberturas de refrigeração fechadas na dianteira, painéis de protecção na parte inferior do chassis e um spoiler de extensão do tejadilho ajustado ao vidro da porta da bagageira.
Apesar de se tratar de uma versão ecológica, consegue excelentes prestações, com uma velocidade máxima de 197 km/h.
Por outro lado, o baixo consumo permite ao Leon Ecomotive alcançar uma autonomia de cerca de 1.500 quilómetros.
Estará disponível nas três carroçarias, nas versões de equipamento Reference e Style.


Combinação de gasolina e gás comprimido

Quanto ao novo Leon TGI, ele utiliza o motor a gasolina 1.4 turbo de injecção directa (TSI) preparado para funcionar também com gás natural comprimido (GNG).
Com um consumo de GNG incrivelmente baixo e um custo de combustível muito menor, o SEAT Leon TGI torna-se assim um dos veículos mais económicos do mercado.
Com 110 CV de potência e um binário máximo de 200 Nm a partir das 1.500 rpm, a velocidade máxima é de 194 km/h, acelerando dos 0 aos 100 km/h em 10,9 segundos.
A faculdade de funcionar individualmente com dois combustíveis e a adição de dois depósitos de GNG (localizados sob o piso da bagageira e com uma capacidade combinada de 15 kg) confere-lhe uma autonomia excepcional.
Desta forma, em modo exclusivamente CNG, a autonomia é de cerca de 400 km, com um consumo médio de combustível de 3,5 kg de GNG por 100 quilómetros; a funcionar a gasolina e com o depósito de 50 litros cheio, o Leon TGI pode atingir uma autonomia de cerca de 900 quilómetros.
Ou seja, no total, uma autonomia de cerca de 1300 km, com uma média de emissões de CO2 de 94 g/km.
O Leon TGI estará disponível em cinco portas e ST com os acabamentos Reference e Style.


-->

Sem comentários