Header Ads

APRESENTAÇÃO: Peugeot 508 (MY 2014)

- Não é um novo modelo. É uma actualização profunda do actual
- Início de comercialização na Europa: Setembro 2014
- Motores Euro 6: 2.0 BlueHDi 150 CVM6 com emissões CO2 de apenas 105 g/km
- Mantém-se uma versão HYbrid4; junta o motor 2.0 HDi de 163 cv e o motor eléctrico de 37 cv
- Estreia uma nova grelha que constituirá emblema dos futuros modelos da Marca
- O painel de bordo inclui um ecrã táctil de 7 polegadas que agrupa a maioria das funções
- Adiciona inúmero equipamento de segurança e ajudas à condução

A primeira geração do Peugeot 508 (berlina e SW) remonta a 2010.
Um ano mais tarde surgiu o 508 RXH, adoptando a tecnologia HYbrid4. Logo esta passou a estar disponível também na berlina.
O estilo exterior mais assertivo e com mais carácter do novo modelo é reforçado com uma grelha mais vertical que incorporando, a partir de agora, o símbolo do leão ao centro.
Com isto, o novo Peugeot 508 inaugura uma identidade de marca que pretende ser mais confiante e estatutária, e que será implantada nos futuros modelos da gama.
Na frente do modelo destaca-se ainda um conjunto de ópticas 100% em LED, onde os faróis dianteiros (pequenos em dimensão, mas com lentes muito estruturadas), luzes diurnas, indicadores de direcção e faróis de nevoeiro. A assinatura visual, fornecida pelas luzes diurnas de série, integradas no pára-choques, é em formato de vírgula na berlina e na SW e em garra no RXH.
O redesenhado capot assume uma posição mais horizontal, enquanto a traseira acolhe um redesenhado pára-choques para proteger melhor aquela zona. As luzes traseiras da berlina também foram redesenhadas, tornando-se mais horizontais.
Maior modernidade, mais tecnologia

A exemplo do que vem acontecendo em outros novos modelos do grupo PSA, a maioria das funções do painel de bordo são comandadas ou visualizadas a partir de um ecrã táctil de 7 polegadas.
Simplificado em termos de comandos, a consola passa a incorporar uma nova zona de arrumação fechada.
Posicionado na frente do condutor, a instrumentação é apoiada pelo ”Head-Up Display”, que apresenta informações e orientações numa lâmina translúcida e retráctil.
A qualidade dos materiais utilizados evoluiu. Entre as diversas soluções de conforto e segurança destacam-se o acesso e ligação mãos-livres, o travão de estacionamento eléctrico, o assistente automático de máximos, o ar condicionado automático quadri-zona, o sistema de som Hi-Fi JBL e dois novos sistemas: o sistema de vigilância de ângulo morto e a câmara de visão traseira com imagem a cores.
Mais dinâmica, maior eficiência

No que se refere a motores, pelo menos os anunciados para a fase de lançamento da nova gama, conta com blocos a gasóleo:
- 2.0 BlueHDi 150 CVM6, com emissões de CO2 de 105 g/km na berlina ou no SW
- Uma nova versão 2.0 BlueHDi 180 EAT6 com caixa automática. Homologada na berlina com 111 g/km de CO2.
No que se refere à tecnologia HYbrid4, permanecem o motor de combustão Diesel 2.0 HDi de 163 cv e o motor eléctrico de 37 cv acoplados às rodas traseiras.
Trabalham de modo alternado ou em simultâneo, através de quatro modos selecionáveis: ZEV, 4WD, Sport e Auto. Está homologado com 85 g/km de CO2 para um consumo misto de 3,3 l/100 km.
A suspensão dianteira possui duplo triângulo com eixo (nos motores Diesel mais potentes) ou pseudo-McPherson para as restantes versões.
Trem traseiro “multilink”.
Para o mercado europeu e chinês

O Peugeot 508 representa a ambição da Marca em termos de crescimento em gama. Fabricado em França e na China, totaliza mais de 360.000 unidades vendidas, representando a China, desde 2013, o mercado principal com 34% das vendas.
Produzido em Rennes (França) para os mercados da Europa e em Wuhan (China), para o mercado local, o seu lançamento na Europa ocorrerá a partir de 10 de Setembro de 2014 e na China em Janeiro de 2015.



-->

Sem comentários