Header Ads

APRESENTAÇÃO: LaFerrari, um superdesportivo híbrido

Esta série especial limitada a 499 unidades fez a sua estreia mundial no Salão Internacional de Genebra de 2013. Unicamente destinado aos coleccionadores da marca, o carro engloba soluções avançadas que, no futuro, serão generalizadas aos carros de produção. O construtor assume mesmo que o modelo LaFerrari é a expressão máxima da empresa em termos de inovação tecnológica, desempenho, estilo visionário e a emoção pura de dirigir. Mas, afinal, para além de ser um “cavalinho empinado” e de ter linhas terrivelmente apelativas, o que traz ele de novo em relação aos restantes Ferrari? Para começar é uma viatura com um sistema de propulsão híbrida que, no total, reivindica 963 cv de potência às 9250 rpm e tem um fabuloso binário máximo de 900 Nm! O motor V12 a gasolina debita 800 cv, cabendo á unidade eléctrica os restantes 163 cv. Sobre o desempenho, a Ferrari anuncia uma velocidade máxima superior a 350 km/h e diz que é capaz de acelerar dos 0 aos 100 km/h em menos de três segundos, ou em menos de 7 para chegar a 200 km/h. Curiosos? Venham então daí saber mais sobre este fabuloso e exclusivo super-desportivo.

Recorrendo a tecnologia empregue em competição e nomeadamente pela sua equipa de Fórmula 1, o construtor italiano desenvolveu um sistema híbrido que designou como HY-KERS. Dados do construtor indicam valores de emissão de CO2 de apenas 330 g/km somente com o motor de combustão mas, durante o funcionamento conjunto dos motores, a média desse valor desce para os 220 g/km.
Graças a um conjunto de controlos dinâmicos, integrados pela primeira vez num carro de estrada, a uma aerodinâmica activa e ao sistema HY-KERS, o LaFerrari pode atingir níveis elevados de desempenho, eficiência aerodinâmica e manuseamento. Passa mesmo a ser o carro de estrada mais rápido na longa história de Maranello.
Outro exemplo da derivação de competição está no design interior, claramente inspirado no cockpit dos Formula 1. Tanto assim é que o banco do condutor é fixo e especificamente adaptado para quem o vai conduzir, e apenas os pedais e o volante são ajustáveis. A posição de condução é muito semelhante ao de um monolugar e foi concebida e testada em conjunto com os pilotos da escuderia Ferrari, Fernando Alonso e Felipe Massa, que tiveram um papel activo durante todo o processo de desenvolvimento.
O chassi LaFerrari recorre a quatro diferentes tipos de fibra de carbono, com vista a melhorar a rigidez torcional e reduzir, ao máximo, o peso total do conjunto.

Capítulo mecânico

Mas o maior desafio durante a concepção deste carro foi conseguir uma distribuição de peso ideal (59% na parte traseira) e manter uma distância entre eixos compacta, apesar do volume adicional do sistema híbrido. Como resultado, muitos componentes estão localizados entre os eixos e o mais perto possível do solo, de modo a rebaixar ao máximo o centro de gravidade.
Com um motor V12 de 6262 cc que produz 800 cv e atinge um máximo de 9.250 rpm, um recorde para um motor desta cilindrada, a sua taxa de compressão é igualmente muito elevada: 13.5:1.
Este motor acopla-se à unidade eléctrica com um total de 163 cv, resultando numa potência combinada de 963 cv. O sistema híbrido é composto por dois motores eléctricos, desenvolvido em colaboração com a Magneti Marelli, e por um conjunto de baterias presas ao piso do chassis. Estas baterias são carregadas durante a travagem (mesmo travagens bruscas com o ABS activado) e cada vez que o V12 produz mais força do que a necessária, como ao curvar.
O motor eléctrico é acoplado a uma caixa de velocidades de embraiagem dupla F1, responsável pelo envio imediato do binário para as rodas (ou o inverso se estiver em modo de recarga das baterias), rentabilizando ao máximo o aproveitamento energético.
O próprio sistema de travagem está também integrado com o sistema híbrido e incorpora vários recursos como novas pinças leves destinados a garantir o arrefecimento rápido e correcto do sistema.

FICHA TÉCNICA

HY-KERS sistema
Potência máxima total: 963 cv
Binário máximo total: 900 Nm
Potência do motor V12: 800 cv às 9000 rpm
Rotações máximas: 9.250 rpm
V12 binário máximo: 700 Nm às 6750 rpm
Potência do motor eléctrico: 163 cv
Emissões de CO2: 330 g / km
Desempenho:
Velocidade máxima: mais de 350 km/h
Aceleração: (0-100 km/h): menos de 3 seg.; (0-200 km/h): menos de 7 seg.; (0-300 km/h: 15 segundos
Dimensões:
Comprimento: 4702 milímetros
Largura: 1.992 milímetros
Altura: 1116 milímetros
Distância entre eixos: 2650 mm
Distribuição de peso: 41% à frente, 59% na traseira
Caixa de velocidades: 7 velocidades DCT
Suspensões:
Frente: triângulos duplos
Traseira: multi-link
Pneus: Pirelli P-Zero
Frente: 265/30 - 19"
Traseira: 345/30 - 20"
Freios de cerâmica de carbono (Brembo)
Frente: 398 x 223 x 36 mm
Traseira: 380 x 253 x 34 mm
Controles electrónicos activos:
CES: controle de estabilidade
EF1-Trac: F1 controle electrónico de tracção integrado com o sistema híbrido
E-Diff 3: diferencial de terceira geração electrónica
Aerodinâmica: activa

Procura automóvel novo, usado ou acessórios? Quer saber mais sobre este ou sobre outro veículo?

Sem comentários