Header Ads

APRESENTAÇÃO: Kia Picanto 1.0 MPi GPL. Preço, características e desempenho.

Prometida desde a apresentação do actual Kia Picando em inícios de 2011, a versão GPL deste pequeno citadino já está disponível em Portugal a partir de 12735 euros. A nova variante utiliza o motor a gasolina de 3 cilindros de 1,0 litro com 67 Cv e 90 Nm de binário, proporcionando um consumo médio, em modo GLP, de 5,8 l por 100 km e emissões de CO2 de 110 g/km. Equipado com o sistema ISG (stop-start), a funcionar somente a gasolina, esses valores são de 4,2 l/100 km e 103 g/km de CO2. Disponível em Portugal exclusivamente na carroçaria de 5 portas, o novo Picanto GPL é equipado com dois tanques de combustível: o normal de gasolina com 35 litros e um de 27 litros, pressurizado, localizado no espaço anteriormente ocupado pelo pneu suplente. A capacidade da bagageira desce para 152 litros de capacidade, em vez de 200 litros, e um kit anti-furo é disponibilizado porque deixa de ser possível alojar um pneu suplente.

Com a entrada em vigor das novas disposições legais mais favoráveis aos modelos equipados com sistemas GPL (ler AQUI) e em resposta à crescente procura na Europa por carros pequenos com baixos custos e baixas emissões, a Kia disponibilizou, finalmente, um modelo bi-combustível anunciado no lançamento da actual geração em 2011 (ler AQUI o respectivo texto de apresentação do modelo).
Estará disponível nas carroçarias de cinco portas e três portas (em Portugal apenas a primeira) e os primeiros mercados a recebê-lo são a Alemanha, Itália , Polónia, República Checa, Grécia, Portugal e Holanda.
O Kia Picanto GPL é ainda o primeiro e único carro do género com garantia de 7 anos e 150.000 km.

Troca de combustíveis através do pressionar de um botão

Os condutores podem mudar de gasolina para GPL (e vice- versa) simplesmente pressionando um botão no painel. Além da adição do botão selector de combustível, a única alteração no interior do Picanto GPL é a instalação de um novo painel de instrumentos com dois medidores de combustível (gasolina e GLP) e correspondentes luzes de advertência de baixa de combustível.
É alimentado por uma versão especial do motor Kappa de três cilindros de 1.0 litros da Kia, capaz de produzir 67 cv às 6200 rpm e 90 Nm de binário às 3500 rpm. Encontra-se equipado com um sistema adicional de combustível com válvula de solenóide e vaporizador (que transforma o GPL líquido em gás e reduz a sua pressão), um filtro de gás e de um módulo injector.
Compartilhando características como o sistema CVVT (comando de válvulas continuamente variável), este bloco de alumínio fundido dispõe de corrente de distribuição livre de manutenção e sistemas de redução de atrito do motor.
Passa a possuir dois tanques de combustível: o de gasolina, com 35 litros, na posição regular à frente do eixo traseiro, outro para o GPL, pressurizado, situado sob o piso da bagageira. Além de perder o espaço para pneu suplente (substituído por kit anti-furo), a capacidade da bagageira desce de 200 para 152 litros, com os bancos traseiros na posição vertical.

Alterações de peso não interferem na dinâmica

O tanque de GLP e outros equipamentos do sistema adicionam 51 kg ao peso do Picanto a gasolina.
Para manter a aceleração 0 a 100 km/h em 14,5 segundos, a relação final de transmissão é reduzida em 8,6 % (de 4.235:1 para 4.600:1) e a velocidade máxima do Picanto GPL também se mantém nos 150 km/h.
Mais dados sobre o Kia Picanto, nomeadamente restantes características e equipamento comuns a todas as versões constam do respectivo TEXTO DE APRESENTAÇÃO do modelo.

-->

Sem comentários