Header Ads

ANÁLISE: Vendas automóveis em Portugal ultrapassam as 100 mil unidades

Há sensivelmente meio ano que o mercado automóvel cresce em Portugal e foram já largamente ultrapassadas as 100 mil unidades vendidas no nosso País durante os primeiros onze meses de 2013. O crescimento das vendas de automóveis ligeiros neste período foi de 9 por cento em relação a 2012, cifrando-se em 111.817 unidades entre ligeiros de passageiros e comerciais. Se bem que, comparativamente a 2012, os números obtidos em Novembro de 2013 tenham representado um crescimento mais impressionante, da ordem dos 23,9 por cento, respeitantes a 10.965 veículos vendidos. Embora, como alerta a ACAP, estes valores, apesar de mais elevados, continuam abaixo dos registados em anos anteriores a 2012, altura em que o mercado automóvel português sofreu uma forte contracção das vendas. Vamos então à análise dos números e do sobe e desce das marcas.


“Apesar do crescimento registado face a 2012, o mercado encontra-se abaixo dos níveis de 2011 e de anos anteriores. É de assinalar que o volume de vendas verificado em 2012 foi anormalmente baixo”, lê-se no comunicado distribuído pela ACAP, Associação Automóvel de Portugal.
Em Novembro de 2013 foram vendidos em Portugal 8.784 automóveis ligeiros de passageiros, continuando a Renault a ser a marca mais vendida em Portugal. Note-se que apenas 6 das 41 marcas presentes nesse raking (Renault, Volkswagen, Peugeot, BMW, Mercedes e Opel) representam mais de 50 por cento deste mercado.
Além de confirmar a boa prestação de marcas consideradas “premium” – Mercedes, Audi e BMW -, o mês de Novembro assinalou ainda um forte crescimento de vendas de alguns construtores, como é o caso da Seat, Toyota, Mazda, Honda e Mitsubishi, por exemplo. Entre as marcas com mais de 500 unidades vendidas em 2013, os maiores crescimentos percentuais couberam, por esta ordem, à Mazda (55,4%), Dacia (50,4%), Lancia (45,6%), Seat (39%), Mercedes (26,3%), BMW (21%) e Toyota (19,1%).


Veículos Comerciais Ligeiros

No mês de Novembro de 2013 foram comercializados em Portugal 1.942 veículos comerciais ligeiros, o que representou um aumento de 29,0 por cento.
Nos primeiros onze meses do ano de 2013 venderam-se 14.556 unidades, tendo-se registado um aumento de 6,7 por cento face ao período homólogo do ano anterior.
Como já se referiu em análise anteriores às vendas automóveis em Portugal, o sub-segmento de comerciais ligeiros representa uma fatia importante de mercado para algumas marcas.
Sem qualquer surpresa a Renault volta a liderar esta tabela, mas a Peugeot conseguiu ser a segunda marca mais vendida este mês. A fechar o pódio está a Citroen, que conseguiu vender, em Novembro de 2013, mais modelos comerciais do que ligeiros de passageiros em igual período de 2012!
Dacia, Seat e Kia são marcas com um forte crescimento percentual das vendas neste sub-segmento, embora qualquer delas com quotas de mercado inferior a 1 por cento.
Em contraciclo com o crescimento do mercado estão ainda alguns “players” habituais, casos da Toyota, Ford e Volkswagen que acumulam perdas durante 2013.


Veículos Pesados

Tradicionalmente, as vendas de pesados e comerciais acompanham a evolução económica do País. Se assim é, o crescimento do comércio de veículos pesados de passageiros e de mercadorias é um esperançoso sinal da recuperação económica de Portugal.
Em Novembro de 2013 verificou-se um crescimento de 13,3 por cento em relação ao período homólogo, tendo sido comercializados 239 veículos desta categoria.
Em termos acumulados, nos primeiros onze meses de 2013 as vendas situaram-se nas 1.994 unidades, o que representou um crescimento de 1,2 por cento relativamente ao período homólogo do ano anterior.
Mercedes, Volvo e Renault partilham mais de metade das vendas nesta categoria, sendo de destacar a subida vertiginosa da marca alemã. Seguem-se a Man, Scania e a Iveco, sendo estas seis marcas as únicas desta tabela com vendas superiores a 100 unidades durante 2013.


-->

Sem comentários