Header Ads

APRESENTAÇÃO: Ford Focus (MY 2015)


(ESTE TEXTO MERECEU ATUALIZAÇÃO AQUI. PREÇOS E GAMA PARA PORTUGAL)

A marca americana renova o seu modelo familiar, quatro anos após a chegada ao mercado da versão actual. As principais mudanças exteriores estão concentrados na zona dianteira (entradas de ar diferentes e faróis mais estreitos), enquanto no interior o que há de novo é a nova consola com uma tela táctil de oito polegadas, os novos comandos de controlo da temperatura e a disponibilidade de mais equipamento. Mecanicamente as alterações mais importantes dizem respeito ao novo motor EcoBoost, de 1.5 litros a gasolina, com 150 ou 180 cv e transmissão manual ou automática. A gasóleo passará a contar com um diesel 1,5 litros (TDCi) com 95 a 120 cv, com caixa automática de seis velocidades na versão mais potente. Esta transmissão automática opcionalmente poderá dispor de patilhas no volante. A gasóleo existira ainda o motor 2.0 TDCi. Além, naturalmente, do aclamado EcoBoost 1.0 com 100 ou 125 cv, que virá a dispor de uma versão com emissões de CO2 de 99 g/km. Chega a Portugal depois do Verão.

A Ford lançou a primeira geração do Focus em 1998 e, desde então, já comercializou mais de 12 milhões de unidades em todo o mundo, das quais 6,9 milhões na Europa. Actualmente é o modelo mais vendido do mundo. (ver mais sobre o modelo anterior nos ensaios ao Ford Focus 1.0 EcoBoost Edition SW e Ford Focus 1.6 TDCi (5 portas e SW).
Irá passar a contar com um design exterior mais emocional e novos interiores, mais intuitivos, um conjunto de e melhorias significativas em termos de consumos.
O carácter desportivo e o apelo à condução são realçados por uma atractiva grelha horizontal, um interior do tipo ‘cockpit’ e a disponibilidade de comandos da caixa de velocidades no volante.
À venda a partir da segunda metade de 2014, estreia o SYNC 2, a segunda geração do avançado sistema de conectividade ‘in-car’ da Ford, e ainda novos motores 1.5 EcoBoost a gasolina e 1.5 TDCi diesel.
Serão também disponibilizadas novas cores exteriores, como o Deep Impact Blue e o Glace Blue.

Alterações estéticas exteriores e interiores

Uma nova secção frontal, com novo capot, nova grelha dianteira e novas ópticas mais cinzeladas e faróis de nevoeiro mais rectangulares e alongados, distinguem esta nova versão.
Mais elegante, o capot esculpido com um formato dinâmico e a parte superior da grelha em trapézio invertido, permitem-lhe uma secção frontal mais ousada. Subtis detalhes cromados adicionam elegância ao conjunto, algo que se estende à traseira da viatura, com um novo arranjo visual da porta da bagageira, bem como faróis traseiros mais finos.
O interior contém funcionalidades mais intuitivas, complementado por um volante e painel central com menos controlos e interruptores.
A nova consola central de arrumação conta com espaço adicional, bem como um novo apoio de braços integrado e móvel. A nova consola ajustável permite a arrumação de uma variedade de garrafas e copos, podendo receber, em simultâneo, uma garrafa de água de 1 litro e um copo de 40 centilitros.
O habitáculo melhorou também em termos acústicos, graças a tapetes mais espessos, a vidros lateral de maior espessura e a melhorados isolamentos do compartimento do motor.

Novos motores mais eficientes nos consumos

A eficiência de consumos foi significativamente melhorada, em comparação com o modelo actual.
A variante diesel mais evoluída vai permitir uma redução de 19 por cento nos consumos, enquanto a correspondente variante a gasolina oferecerá uma melhoria de 17 por cento.
O novo Focus será o primeiro modelo na Europa a contar com o eficiente novo bloco 1.5 EcoBoost (150 CV e 180 CV). Este motor beneficia directamente das tecnologias utilizadas no bloco 1.0 EcoBoost, incluindo um design totalmente novo da cabeça do motor com um sistema de arrefecimento melhorado e colector de escape integrado, com vista à obtenção de melhor performance e eficiência de combustível.
A gasóleo estará também disponível o novo 1.5 TDCi (95 CV e 120 CV) diesel.
O Focus contará, também, com o motor 1.0 EcoBoost (100 CV e 125 CV) a gasolina que, no ano passado, foi escolhido por nada menos do que um terço dos clientes do Focus. Este motor irá dispor de uma nova versão com 99 g/km de CO2, tornando o Focus no primeiro automóvel familiar com motor a gasolina, não híbrido, com emissões de CO2 abaixo das 100 g/km à venda na Europa.
Em 2015 surgirá uma variante do bloco de 120 CV do motor de 1,5 litros diesel, equipada com a transmissão automática PowerShift. Com esta é obtida uma melhoria de consumos na ordem dos 19 por cento, comparativamente à mecânica equivalente do actual Focus.
O novo Focus equipado com a transmissão automática e o premiado motor 1.0 EcoBoost também surgirão em 2015, garantindo uma melhoria de 17 por cento face ao motor equivalente que substituirá.
Por fim, uma versão de 150 CV do bloco TDCi diesel de 2.0 litros registará uma melhoria de 14 por cento quando especificado com caixa de velocidades manual (13 por cento com transmissão automática).
O novo Focus estará, também disponível com patilhas no volante, permitindo ao condutor operar a caixa de velocidades mantendo as mãos no volante. Esta solução estará disponível como opção, com todas as transmissões automáticas e PowerShift, diesel e gasolina.

GAMA DE MOTORES PARA O NOVO FORD FOCUS
Capacidade/combustível
potência
Caixa de velocidades
1.0 EcoBoost, a gasolina
100 CV
5 velocidades, manual
1.0 EcoBoost, a gasolina
125 CV
6 velocidades, manual
1.0 EcoBoost, a gasolina
125 CV
6 velocidades, automática (2015)
1.5 EcoBoost, a gasolina
150 CV
6 velocidades, manual
1.5 EcoBoost, a gasolina
150 CV
6 velocidades, automática (2015)
1.5 EcoBoost a gasolina
180 CV
6 velocidades, manual
1.5 EcoBoost, a gasolina
180 CV
6 velocidades, automática (2015)
1.6 TI-VCT, a gasolina
85 CV
5 velocidades, manual (não disponível em Portugal)
1.6 TI-VCT, a gasolina
105 CV
5 velocidades, manual (idem)
1.6 TI-VCT, a gasolina
125 CV
5 velocidades, manual (idem)
1.6 TI-VCT, a gasolina
125 CV
6 velocidades PowerShift automática  (idem)
1.5 TDCi, diesel
95 CV
6 velocidades, manual
1.5 TDCi,  diesel
120 CV
6 velocidades, manual
1.5 ECOnetic, diesel
105 CV 
6 velocidades, manual
1.5 TDCi, diesel
120 CV
6 velocidades PowerShift, automática  (2015)
1.6 TDCi, diesel
95 CV
6 velocidades, manual (não disponível em Portugal)
1.6 TDCi, diesel
115 CV
6 velocidades, manual (idem)
2.0 TDCi, diesel
150 CV
6 velocidades, manual
2.0 TDCi, diesel
150 CV
6 velocidades PowerShift, automática 

Controlo do ecrã de toque com SYNC 2

O novo Focus será o primeiro veículo à venda na Europa a integrar o SYNC 2. O avançado sistema de conectividade ‘in-car’ da Ford integra um ecrã a cores de 8 polegadas de alta resolução, operado por toque, e um avançado controlo por voz para melhorar o acesso aos sistemas de áudio, navegação, climatização e telemóveis compatíveis.
O sistema de navegação associado ao SYNC 2 também integra, pela primeira vez na Europa, uma apresentação de conteúdos dividida no ecrã, com detalhadas intersecções, nomes de ruas ‘falados’ pelo sistema, marcadores de estrada e acessos de auto-estrada em 3D e o guia de viagem da MICHELIN e o guia verde MICHELIN. O SYNC 2 permite aos condutores escolher, de modo mais simples, os destinos de navegação através de instruções directas ou pedir ao sistema que passe uma faixa de um determinado artista. O simples toque do botão de controlo vocal, com a expressão "estou com fome", fará aparecer uma lista de restaurantes locais, para os quais podem obter-se as respectivas direcções.

Tecnologias de condução avançadas

O novo Focus leva o ADN do seu aclamado prazer de condução a um novo patamar, melhorando a maneabilidade e a direcção.
É proposta uma sensação de condução mais sólida, mais ágil e mais ligada à estrada, através do aumento da rigidez estrutural à frente, revendo a geometria de suspensão, aumentando a rigidez lateral dos casquilhos da suspensão com implicações na direcção, afinando os amortecedores e incorporando um novo Programa Electrónico de Estabilidade.
A Direcção Eléctrica Assistida foi, também, reajustada para o condutor se sentir ainda mais em contacto com a estrada.

Estacionamento autónomo

É o primeiro modelo da Ford a oferecer Estacionamento Perpendicular, para ajudar os condutores a manobrar em marcha atrás em espaços de estacionamento, lado a lado com outras viaturas.
O actual Focus estreou o sistema de Assistência ao Estacionamento em Paralelo, feito pela pressão de um comando, que activa um sistema que recorre a sensores ultra-sónicos para identificar lugares de estacionamento e orientação do veículo, enquanto o condutor apenas controla os pedais do acelerador e do travão. Dois novos sensores colocados na traseira do novo Focus permitem o Estacionamento Perpendicular, operando-se do mesmo modo.
Os sensores adicionais também permitem à Ford oferecer, pela primeira vez na Europa, tecnologias que ajudam os condutores a realizar manobras para sair dos lugares de estacionamento:
-Alerta de Trânsito Cruzado, alerta os condutores quando saem de um lugar de estacionamento para os veículos que podem estar próximos de se cruzarem atrás deles. Operando com um radar até uma distância de 40 metros, o sistema emitirá três sons de aviso distintos se detectar a aproximação de um veículo;
- Assistência à Saída do Estacionamento, ajuda os condutores a sair de um estacionamento em paralelo. Após o condutor ter escolhido a esquerda ou a direita, o sistema opera a direcção, enquanto aquele apenas acelerada e trava

Melhor a prevenir acidentes

Melhorado foi também o sistema de Travagem Activa em Cidade, que evita as colisões, efectuando uma pré-carga dos travões e, caso o condutor não responda em conformidade, reduz o binário do motor e aplica automaticamente os travões para reduzir o impacto das colisões.
O sistema foi melhorado para passar a operar a velocidades até aos 50 km/h, comparativamente aos 30 km/h da actual versão.
Outra novidade é o sistema de Assistência à Pré-Colisão. Funciona de forma similar ao sistema de Travagem Activa em Cidade mas com uma muito maior abrangência em termos de detecção de veículos, ajudando o condutor caso este circule a velocidades mais elevadas, como por exemplo em auto-estrada, mediante avisos sonoros e, caso seja necessário, accionando os travões.
A actual tecnologia Cruise Control Adaptativo permite aos condutores do Focus manter uma distância definida para com o veículo à frente, mesmo quando o automóvel circula mais lentamente do que a velocidade de cruzeiro definida. Para as ocasiões em que o Cruise Control Adaptativo não está activo, a Ford introduz agora na Europa, em estreia, o novo sistema de Alerta de Distância e de Indicação que permite aos condutores definir uma distância preferencial que gostariam de manter para com o veículo que circula à sua frente. Caso as viaturas se aproximem, o sistema exibe no painel três níveis de aviso – de cinzento para amarelo e deste para vermelho – antes de soar um alerta sonoro.
O novo Focus continuará a oferecer a Protecção das Portas, que fornece uma segurança adicional contra danos acidentais, estendendo uma aba protectora que cobre os rebordos da porta numa fracção de segundo após a sua abertura.

“MyKey “: restringir funcionalidades por segurança

O novo Focus também será equipado, pela primeira vez, com a tecnologia MyKey da Ford. O sistema MyKey permite aos proprietários programar uma chave – geralmente para jovens condutores – restringindo a velocidade máxima, reduzindo o volume máximo do sistema de áudio, ou impedindo o arranque do veículo se o condutor e os passageiros não estiverem com os cintos de segurança colocados. O sistema pode impedir o condutor de desactivar algumas das tecnologias de segurança, como o Controlo Electrónico de Estabilidade e a Travagem Activa em Cidade, ajudando a atenuar ou a evitar colisões a baixa velocidade.

Iluminando a estrada

O melhorado Sistema de Iluminação Dianteira Adaptativo ajusta, agora, os feixes dos novos faróis Bi-Xenon HID para melhor se adequarem ao desenho da estrada. O sistema avalia a luz ambiente em redor do veículo, bem como os objectos na estrada e, em seguida, ajusta o ângulo de feixe do farol e a intensidade da luz numa das sete configurações possíveis, dependendo da velocidade do veículo, direcção, ângulo do volante e distância a um determinado objecto.
A velocidades mais elevadas, como em auto-estrada, os faróis elevam-se para projectar um feixe mais longo, mais rectilíneo, garantindo maior visibilidade à frente; nas cidades, onde as velocidades são inferiores e a iluminação de rua é mais intensa, o feixe espalhará a luz para baixo, iluminando de modo mais intenso a estrada imediatamente à frente do veículo. Em curvas de baixa velocidade, o sistema irá projectar um feixe para a lateral da estrada, tornando mais visíveis ciclistas e peões. O sistema ajudará os condutores a descrever curvas de maior velocidade, direccionando a luz ainda mais para dentro da curva.

-->

Sem comentários