Header Ads

APRESENTAÇÃO: Ford Fiesta (MY2014)

Já chegou ao mercado a nova geração daquele que foi, segundo a marca, “o carro pequeno mais vendido na Europa, em 2012”. Falamos do novo Ford Fiesta, que começa por impressionar, desde logo, pela imponente grelha frontal. Ao design exterior, o citadino do construtor americano acrescenta detalhes de qualidade cor no interior e uma gama de motores de elevada eficiência e com emissões de CO2 que prometem ser referenciais na classe. E não só. Como novidades temos ainda tecnologias inovadoras e únicas como os sistemas "SYNC" ou "MyKey", este último capaz de permitir aos pais que controlem a condução dos filhos. Nesta fase de lançamento, a gama é constituída exclusivamente por versões First Edition que, como é tradição na Ford, propõem um lote de equipamento irresistível por um preço convidativo. A versão de entrada, com 3 portas e motor 1.0 de 80cv, está disponível a partir de 14.260 euros.

Com vontade de estabelecer uma nova referência no segmento em termos de qualidade, oferta de equipamento e desempenho ambiental, o novo Fiesta começa por chamar à atenção pelo exterior dinâmico, sobretudo ao nível da provocante grelha frontal.
Esta grelha dianteira trapezoidal, que acaba por dominar todo traço do novo Fiesta, é enquadrada por faróis com luzes de circulação diurna com tecnologia LED.
Além de um capot com design igualmente proeminente, a sua linha dinâmica é ainda reforçada por jantes de liga leve de 17 polegadas.
O novo Fiesta apresenta-se também numa variedade de cores vibrantes: um novo “Copper Pulse” (cor de cobre), “Hot Mustard” (mostarda) e “Candy Blue” (azul).

Interior vibrante e contrastante

Harmonioso e ergonómico, o tablier da nova geração revela um acabamento brilhante da parte superior do painel de instrumentos, que flui para a consola central inferior e é replicado nos painéis das portas. Detalhes em cromado acetinado, em conjunto com a iluminação dos mostradores, interruptores e monitores em azul, complementam o ambiente interior, que melhorou também em termos de funcionalidade.
Exemplo disso, no novo Fiesta foi transferida a posição dos comandos dos vidros eléctricos, dos assentos aquecidos e dos puxadores interiores das portas, de forma a facultar uma acrescida ergonomia para condutor e passageiros.
Um volante revestido integralmente a couro está disponível pela primeira vez e um novo monitor central de 5 polegadas a cores suportará o primeiro sistema de navegação integrado do modelo.
Novos revestimentos e grafismo dos assentos, utilização de couro de alta qualidade, couro parcial e tecidos de padrões e texturas atraentes conjugam-se nos vários níveis de equipamento que, no desportivo, apresentam pespontos de costura contrastantes.
Além de novos espaços de arrumação no habitáculo - sob o piso da bagageira, existe um compartimento escondido que oferece uma nova solução para arrumos e uma altura do piso ajustável para carga e descarga de objectos pesados - um novo descanso de braços central proporciona espaço adicional. As bolsas nas portas são igualmente maiores e mais práticas.


Preço de toda a gama Fiesta




Motores eficientes e dinâmicos

Vamos então aquilo que geralmente interessa.
Se na estrada as anteriores gerações já eram um referencial em matéria de atributos dinâmicos, a presente eleva esse patamar com a economia dos consumos e, consequentemente, da manutenção.
Combinando novos e avançados motores, tecnologias de poupança de combustível e melhorias ao nível da aerodinâmica, a gama do novo Fiesta oferece sete motorizações com emissões abaixo dos 100 g/km de CO2 e uma eficiência optimizada de consumo de combustível.
Entre elas encontra-se, naturalmente, o novo e premiado 1.0 EcoBoost, com 100 e 125cv estreado no Ford Focus, que, no novo Fiesta, regista um consumo combinado de 4.3 l/100km e emissões de 99g/km de CO2.
Novidade é ainda o diesel 1.5TDCi de 75cv estreado no Ford B-Max, aqui com um consumo combinado de 3,7 l/100km e 98g/km de CO2.
Contudo, com emissões abaixo dos 100g/km de CO2, contam-se ainda as seguintes propostas:
- Uma versão do motor a gasolina 1.0 litros Ti-VCT de 65cv ou 80cv, com injecção directa e colector de escape integrado, equipado com Auto-Stop-Start. Consumo de 4.3 l/100km.
- Um motor diesel 1.6 litros Duratorq TDCi de 95cv. Consumo de 3.6 l /100 km
- O motor diesel 1.6 litros Duratorq TDCi, na variante ECOnetic Technology, com caixa de 5 velocidades e relações específicas. Consumo de 3.3 l/100 km e emissões de 87 g/km de CO.
Sobre a versão equipada com a transmissão automática PowerShift  de dupla embraiagem e seis velocidades associada ao premiado motor 1.0 Ecoboost ler ESTE TEXTO.

Equipamento da primeira edição

Antes de abordarmos em concreto as novidades em termos de equipamento, as versões “First Edition” têm, como é hábito, por base o nível superior de equipamento, “Titanium”. O que significa:

- Faróis de halogénio com luzes LED de circulação diurna
- Jantes de liga leve de 15”
- Ar condicionado automático
- Computador de bordo
- Consola central com apoio de braços
- Volante, fole do travão e da alavanca de velocidades em pele
- Sistema de desactivação do airbag do passageiro
- 7 airbags: dianteiros, laterais, de cortina e de joelhos do condutor
- ABS, ESP e Sistema de Ajuda ao Arranque em Subida
- Ford MyKey
- Direcção assistida electrónica
As versões First Edition acrescentam ainda o sistema SYNC de conectividade a bordo com Assistência de Emergência em caso de acidente e 5 anos de garantia FordProtect.
Na fase inicial estão disponíveis 8 derivativos First Edition nas carroçarias de 3 e 5 portas, com o motor a gasolina 1.0 de 82cv e 1.0 EcoBoost de 100cv, ambos com Stop/Start, e os diesel 1.5TDCi de 75cv e 1.6TDCi de 95cv.
Ver no final do texto todos os detalhes de equipamento.

Tecnologia inovadora e única: “MyKey”

Entre as várias novidades prometidas conta-se a tecnologia “MyKey” da Ford, capaz de permitir aos pais estabelecer restrições aos condutores mais jovens e, desse modo, promover a segurança da condução.
Esta tecnologia é exclusiva da Ford e o novo Ford Fiesta será o primeiro carro na Europa a utilizá-la.
Com ela, os proprietários podem programar uma chave - geralmente para condutores mais jovens - que restringe a velocidade máxima do Fiesta, reduz o volume máximo de sistema de áudio e até o desactiva por completo, se o condutor e passageiros não tiverem colocado os cintos de segurança.
Pode igualmente impedir o condutor de desactivar as tecnologias de segurança, tais como Controlo Electrónico de Estabilidade e a Travagem Activa em Cidade, que ajuda a reduzir ou prevenir colisões a baixa velocidade.
Este sistema pode também trazer vantagens para outro tipo de clientes, por exemplo, empresas com frotas e/ou de aluguer de viaturas. Ao limitar a velocidade máxima, o gestor de frota consegue garantir consumos mais reduzidos e uma maior segurança na estrada.
O sistema “A Minha Chave” faz parte do conjunto de conteúdos de segurança e assistência ao condutor do novo Fiesta e que também inclui a Assistência de Emergência integrada no SYNC e o Sistema de Protecção Inteligente da Ford com sete airbags.

Sincronização em prol da segurança

O novo Fiesta é o segundo veículo da Ford na Europa a adoptar a funcionalidade “SYNC”, sistema de conectividade “in-car” com activação por voz, depois da sua estreia no Ford B-MAX.
O “SYNC” é uma plataforma de conectividade a bordo do veículo que permite um conjunto de funcionalidades ao condutor enquanto conduz, sem nunca retirar a sua atenção da estrada. Através de simples comandos de voz, o condutor pode aceder à sua lista de contactos e estabelecer uma ligação telefónica através do seu telemóvel emparelhado via Bluetooth.
O “SYNC” pode também “ler” em voz alta as mensagens de texto e responder às mesmas a partir de um menu de respostas-tipo. Opera ainda com uma variedade de leitores digitais de música, incluindo iPod e USB “flash drives”. O sistema procede à actualização automática de novas entradas na agenda de contactos, enquanto os ficheiros de áudio podem ser escolhidos por género, intérprete, álbum, canção ou “playlist” com recurso a comandos de voz. A porta USB permite a implementação de actualizações de “software” futuras e adopção de outras funcionalidades.

Ligação automática em caso de acidente

A Assistência de Emergência integrada no SYNC permite o contacto telefónico directo com o número de emergência europeu 112 em caso de acidente e sempre que um airbag é despoletado ou ocorre o corte do sistema de combustível. A chama telefónica é estabelecida na língua da região onde o veículo se encontra, independentemente da sua origem de matrícula. Esta tecnologia possibilita que mesmo que o condutor ou ocupantes não falem a língua desse país, o serviço de assistência seja contactado com as coordenadas GPS do local de acidente e outros detalhes no idioma local.
A Assistência de Emergência da Ford é o único sistema do género que contacta directamente o serviço 112 sem passar previamente por um “Call Center” dedicado. Ao contrário de outros sistemas semelhantes da concorrência, a Assistência de Emergência Ford utiliza o telemóvel que se encontra emparelhado via Bluetooth para estabelecer a comunicação e não um serviço de comunicação wireless integrado no veículo que prossupõe um “fee”. O sistema da Ford permite que a chamada possa continuar fora do veículo, se tal for necessário por razões de segurança e não tem qualquer custo associado, sendo válido para toda a vida do veículo.
O SYNC AppLink irá brevemente permitir aceder a aplicações dos “smartphones” através de comando vocal, tornando a conectividade “in-car” mais universal.

A bem do ambiente, do conforto e da segurança

Disponíveis de série, outras tecnologias que são novidade no Fiesta são o sistema EcoMode, um “treinador” a bordo que orienta o condutor na prática de uma condução mais eficiente e a ajuda ao arranque em subida.
Mas entre as novidades contam-se também, como opcionais, um novo sistema de navegação integrado, com ecrã a cores de 5”, o rádio Sony, a Travagem Activa em Cidade, a câmara de visão traseira e o sistema de monitorização da pressão dos pneus.

Lista de equipamento e preços



-->

Sem comentários